O prefeito de Biguaçu, Ramon Wollinger (PSD), e o vice-prefeito, Vilson Norberto Alves (PP), cobraram, nesta segunda-feira (6), da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) e da Autopista Litoral Sul sobre os impactos da obra do Contorno Viário, principalmente nos bairros do interior do município. A construção de um viaduto e melhorias no sistema de drenagem também foram cobrados durante reunião na Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina (Alesc), promovida pelo Fórum Parlamentar Catarinense e ANTT.

“O maior trecho do contorno, aproximadamente 28 km, estão inseridos dentro do município. Entre um túnel e outro temos um intervalo de quase 20 km e por isso exigimos a construção de uma passagem na altura do Km 188+160, que fica entre os bairros Sorocaba e Fazenda”, defendeu Ramon.

Outro transtorno causado pela obra na localidade da Fazenda de Dentro tem sido os alagamentos na estrada que dá acesso ao bairro, bem como nas plantações de arroz. “Nunca tivemos problema nessa região. Depois que as obras iniciaram nossos produtores vem sendo prejudicados pelo alagamento nas suas propriedades e muitas vezes ficam ilhados, pois com qualquer chuva a rua fica submersa. Queremos que a Autopista resolva o problema da drenagem”, cobrou Vilson, em sua explanação.

Prefeitura de Biguaçu realiza manutenção de iluminação da orla

Ramon solicitou ao diretor geral da ANTT que reforce o pedido do município junto ao Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama), para liberação da autorização ambiental para a Associação dos Agricultores Familiares Roça de Toco – Valor da Roça. O documento permitirá a produção de carvão a partir do reaproveitamento das árvores retiradas do traçado da rodovia.

O deputado Espiridião Amim (PP) solicitou à Agencia Nacional que cobre o cumprimento do cronograma por parte da concessionária e que reforce junto aos órgãos ambientais as licenças que tratam da instalação dos viadutos e acessos nas obras do contorno.

A reunião, conduzida pelo deputado estadual João Amin (PP), presidente da Comissão de Transportes e Desenvolvimento Urbano da Alesc, foi proposta pelo deputado federal João Paulo Kleinübing (PSD). Também participaram o prefeito de Palhoça, Camilo Martins, o prefeito de Tijucas, Elói Mariano Rocha, o ex-prefeito de Biguaçu, José Castelo Deschamps, o diretor da ANTT em Santa Catarina, Gilmar Cardoso, representantes de diversos conselhos, deputados e vereadores da Grande Florianópolis.