Da Casan – Com a subida da temperatura e a permanência de um número grande de turistas em Florianópolis, a Casan pede a colaboração da população para, à medida do possível, fazer um uso mais responsável de água tratada.

Nos últimos dias de dezembro e primeiros dias de janeiro o volume de água distribuída pela Casan, em Florianópolis, chega à casa de 170 milhões de litros diários. Esse volume permite estimar que a população da Capital seja de mais de 1 milhão de pessoas nos primeiros dias de 2018. A população fixa de Florianópolis é de 450 mil habitantes).

Publicidade

“O ideal é que neste período do ano moradores e visitantes não lavem casas, pátios, carros e calçadas com mangueira, fechem a torneira ao lavar a louça, fazer a barba e escovar os dentes e restrinjam ao máximo o uso da máquina de lavar roupa”, sugere o bioquímico Rafael Luiz Prim, do Setor de Manutenção e Operação de Água da empresa.

O técnico lembra também que aproximadamente 75% da água consumida numa residência é gasta nos banheiros. Por isso, uma dica importante é evitar banhos prolongados (estima-se o gasto de 10 litros de água a cada minuto sob o chuveiro) e utilizar descargas com caixa acoplada nos vasos sanitários, o que reduz o gasto de 20/30 litros para 6 a 12 litros por descarga.

O uso responsável também permite à Companhia realizar consertos inevitáveis na rede, como vazamentos e rompimentos. Quando isso ocorre, o abastecimento é suspenso temporariamente em uma rua ou bairro.

“Como o consumo está muito alto, no verão o corte no fornecimento por uma ou duas horas gera um impacto ainda maior nos sistemas, por isso é fundamental que todos os imóveis tenham reservatórios (caixas d’água) em tamanho suficiente para o número de pessoas daquele imóvel”, diz o engenheiro Joel Horstmann, gerente Operacional.

O recomendado é que o imóvel tenha reservatório prevendo o consumo diário de 200 litros por pessoa. Assim, uma casa com seis pessoas no Verão deve ter um reservatório mínimo de 1,2 mil litros.

Dicas de uso responsável da água

:: Tome banhos rápidos e feche o chuveiro ao se ensaboar.

:: Feche a torneira ao escovar os dentes e ao fazer a barba.

:: Não lave a louça com água corrente: passe rapidamente água nas louças, ensaboe os pratos e utensílios. Abra a torneira apenas para enxaguar.

:: Não lave roupa com água corrente. Trabalhe utilizando o tanque.

:: Só ligue a máquina de lavar louça ou a de lavar roupa com capacidade total: o consumo é igual se ela não estiver cheia.

:: Não use água como vassoura. Em calçadas e áreas pavimentadas, primeiro varra a sujeira, depois lave com a utilização de um balde.

:: Não use mangueira, mas balde e pano para lavar o carro. E em épocas de estiagem evite lavar seu automóvel.

:: Reaproveite a água usada para outros fins, como lavar calçadas.

:: Molhe o jardim com regador, sempre ao amanhecer ou à noite, assim elas aproveitarão melhor a água. Regar as plantas nas horas quentes resulta em elevadas perdas por evaporação.

:: Não jogue água nas ruas: água não é pavimentação.

:: Regule a válvula de descarga: esse cuidado pode reduzir o consumo pela metade.

Publicidade