Foi aberta nesta segunda-feira (1) a temporada de pesca artesanal da tainha em Santa Catarina. Essa modalidade começa normalmente um mês antes da liberação da pesca industrial. A safra tem início com a chegada do frio, quando os peixes vão para a costa em busca de águas mais quentes.

A data foi marcada pela celebração, logo cedo, de uma tradicional missa seguida de procissão até as areias da praia do Campeche, no Sul de Florianópolis. Centenas de pessoas participaram.

Publicidade

Segundo a Federação dos Pescadores de Santa Catarina, todas as licenças foram liberadas. “No ano passado foi o recorde dos últimos 30 anos, foram 3,5 mil toneladas. Se neste ano a gente ultrapassar 1,8 mil até 2 mil toneladas, será uma safra excelente”, diz o presidenta da federação, Ivo da Silva.

Pesca artesanal da tainha começa nesta segunda (1) em Santa Catarina (Foto: Reprodução/RBS TV)

Os pescadores já colocaram as redes nos barcos e estão só esperando os primeiros cardumes aparecerem. Eles contam com boas condições climáticas para ter uma boa safra.
“O que atrapalha a pesca de praia, para nós, é o tempo. Muito vento forte não é bom, e outra coisa que não pode acontecer conosco este ano de volta é aquela maré vermelha. Se bater numa praia, estraga a pesca”, disse o pescador Manoel Pereira. “É esperar que o tempo corra certo. O vento certo pra tainha. Tainha é vento sul. Senão, dificilmente”

Elias Vicente também é pescador artesanal e está otimista. “Ano passado deu um bocado de tainha, mas todo mundo previa isso ai. Ia dar peixe bom. E esse ano tá previsto pra isso”, diz.

Já os pescadores e donos de barcos industriais continuam na expectativa de quem vai poder pescar este ano. A instrução normativa publicada pelo Ministério da Agricultura reduziu o número de embarcações da frota de 40 para 32. O documento não explica de que forma será feita a escolha dos barcos que receberão autorização.

Essa redução é definida no plano de gestão da tainha, que é de 2015, e que determina a retração da frota em 20% ao ano – caso não sejam feitos estudos de estoque.

Publicidade