Integrantes do Comitê de Desenvolvimento da Região Metropolitana da Grande Florianópolis (CODERF) criaram um grupo de trabalho para discutir sobre o modelo de gestão associada da região metropolitana da Grande Florianópolis. Está em tramitação na Alesc projeto de lei 0007.3/2017, que altera as atribuições da Superintendência de Desenvolvimento da Região Metropolitana da Grande Florianópolis (Suderf).

“O objetivo do grupo de trabalho é buscar um entendimento do comitê técnico que inclui representantes das prefeituras, do Estado e da sociedade civil organizada sobre a gestão associada da região metropolitana e, claro, discutir o projeto de lei que está em tramitação na Alesc”, ressaltou o diretor técnico da Suderf e presidente do CODERF Célio Sztoltz.

Em paralelo, a Associação dos Municípios da Grande Florianópolis (Granfpolis) coordena a elaboração de propostas para aperfeiçoamento do projeto de lei, com participação de técnicos das prefeituras de Águas Mornas, Antônio Carlos, Biguaçu, Florianópolis, Palhoça, Santo Amaro da Imperatriz, São José, São Pedro de Alcântara e Governador Celso Ramos.

No próximo dia 14 de setembro, está prevista reunião do Colégio Superior da região metropolitana, órgão máximo de deliberação da RMF, com Superintendente de Desenvolvimento da região metropolitana da Grande Florianópolis; Secretário de Estado do Planejamento; Secretário de Estado da Infraestrutura; e chefes do Poder Executivo de cada um dos municípios que constituem a RMF.