Publicidade

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Segurança Pública, assinou um convênio, em parceria com a Prefeitura de Florianópolis, que vai permitir a manutenção de 308 câmeras de videomonitoramento. A assinatura foi feita durante o lançamento do programa Floripa Segura, que engloba diversas ações voltadas à prevenção da violência e à melhoria da segurança em todas as regiões do município.

O evento contou com a presença do vice-governador, Eduardo Pinho Moreira, que destacou a importância desta ação conjunta. “Um exercício diário é manter os catarinenses em segurança e afastados da violência. Para isso, o Governo do Estado é parceiro do município de Florianópolis, que efetiva ações para cuidar de cada cidadão”, enfatizou Moreira.

Publicidade

Após a apresentação do programa, o prefeito Gean Loureiro ressaltou a necessidade de atuar em conjunto com a comunidade. “A demanda por mais segurança vem de toda a sociedade, por isso, nosso objetivo é estar em todas as regiões e fazer com que as pessoas sintam-se seguras e abraçadas pelo poder público”, acrescentou.

As câmeras serão espelhadas na Central de Controle de Operações, facilitando a verificação de infrações na cidade e auxiliando no planejamento de ações preventivas. Segundo o secretário adjunto da Segurança Pública, Aldo Pinheiro D’Ávila, os reflexos desta ação serão sentidos em curto espaço de tempo, pois os problemas comuns que geram a descontinuidade do serviço, como vandalismo e acidentes, terão um tempo de resposta menor e com a rápida recomposição dos equipamentos. “As imagens do sistema permitem uma ação policial imediata e mais, permitem a identificação de suspeitos e a forma como o crime foi praticado, diminuindo um dos maiores fatores que levam a prática criminosa que é a sensação de impunidade”, concluiu D’Ávila.

A iniciativa envolve também o fortalecimento da polícia comunitária e cidadã; a atuação dos guardas municipais do administrativo para o operacional. A prefeitura vai repassar cerca de R$ 60 mil por mês para o Estado para fazer manutenção das câmeras.

Segundo a secretária municipal de Segurança Pública, Maryanne Mattos, projetos como a Ronda Escolar nas escolas e creches municipais, Rota Segura no Centro Histórico e Ronda Bike no trajeto entre continente e centro, por exemplo, previnem ocorrências, garantem maior segurança e aproximam os guardas municipais das pessoas. “Ao intensificar a presença dos agentes em espaços públicos e bairros cria-se uma integração entre as forças de segurança pública e a comunidade, fortalecendo o vínculo entre as duas partes”, completa.

Programa Floripa Segura

Videomonitoramento

  • Convênio com a Secretaria Estadual de Segurança Pública
  • Permite a manutenção de mais de 300 câmeras espalhadas por toda a cidade
  • Espelhamento das imagens para a Central de Controle de Operações da PMF
  • Fortalecimento entre as instituições de Segurança Pública
  • GMF Comunitário
  • Fortalecimento da cultura do policiamento comunitário e cidadão
  • Guarda Municipal mais próxima das pessoas
  • Prevenção de ocorrências e garantia de mais segurança
  • Projetos
  • Ronda Escolar – foi criado um grupo de whatsapp com todos os diretores das escolas da rede publica municipal, onde eles tem contato direto com a guarnição que está em serviço, o que se consegue otimizar o atendimento.
  • Ronda Bike – já estão trabalhando na Beira Mar Continental, na Beira Mar Norte, e agora com ronda policiamento na travessia da ponte, para os horários em que as pessoas atravessam com mais frequência para trabalhar ou praticar exercícios.
  • Ronda a pé em comércio e praças – GMF nos bairros – será feito um reforço na segurança com rondas a pé nas maiores praças e avenidas de todos os bairros, intensificando a presença nos horários específicos, em forma de rodízio.
  • Rota Segura – Corredor seguro posicionando as viaturas em locais estratégicos para que as pessoas tenham a segurança em circular pelo Centro da cidade no período da noite.
  • Operação Volta pra Casa – Operação realizadas no final da tarde e serve para melhorar a mobilidade urbana e também a segurança onde se encontram as operações.
  • Blitz de trânsito – Intensificou-se em várias regiões estratégicas da cidade e tem como objetivo trazer segurança para a população tirando de circulação os veículos irregulares, veículos com multas por velocidade, captura de pessoas com mandado de prisão em aberto e etc.
  • Mais guardas nas ruas
  • Agentes que atuam no setor administrativo irão dedicar parte da carga horária para trabalhar no operacional.
  • Prorrogação por mais dois anos do prazo do concurso realizado em 2015 para nomeação de novos guardas municipais.

    Investimentos em prevenção
    Assistência Social: 35 entidades – mais de R$ 5 milhões
    Esporte: 53 projetos – cerca de R$ 2 milhões

    Fundo de Trânsito
    Art. 320 do Código de Trânsito Brasileiro – Lei 9503/97
    “A receita arrecadada com a cobrança das multas de trânsito será aplicada, exclusivamente, em sinalização, engenharia de tráfego, de campo, policiamento, fiscalização e educação de trânsito.”

    Fundo de Trânsito – GMF

  • Melhora da frota de veículos e reaparelhamento da GMF
  • Retomada dos contratos de manutenção dos veículos
  • Educação para o trânsito
  • Implantação do projeto da Blitz da Lei Seca
  • Investimento em materiais para sinalização e fiscalização de trânsito
  • Fortalecimento das operações de fiscalização de trânsito

    Fundo de Trânsito – PMSC

  • Manutenção de viaturas
  • Aquisição de equipamentos para fiscalização de trânsito
  • Aquisição de motocicletas e equipamentos para motociclistas
  • Aquisição de materiais e equipamentos para educação para o trânsito
  • Aquisição de tablets e smartphones para agilizar os atendimentos em acidentes

    Funrebom

  • Contratação de empresa para finalizar obras do quartel do Sul da Ilha
  • Aquisição de equipamentos de comunicação para as praias durante o verão
  • Melhoria dos postos salva-vidas nas praias
  • Aquisição de um novo caminhão para o Sul da Ilha
  • Investimento em materiais de atendimento pré-hospitalar e de combate a incêndio, busca e salvamento
  • Implantação do projeto Bombeiro Mirim na rede municipal
  • Realização do projeto Golfinho, nas praias, durante a Operação Veraneio.
Publicidade