A Prefeitura de Biguaçu, através da Secretaria de Assistência Social e Habitação, realizou, na tarde desta segunda-feira (28), uma reunião com representantes da Seja Digital, entidade criada por determinação da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), responsável por operacionalizar a migração do sinal analógico para o sinal digital da televisão no Brasil.

O objetivo do encontro foi discutir sobre as famílias de baixa renda que são atendidas por programas sociais do Governo Federal, que têm direito a receber o kit gratuito, com antena digital e conversor com controle remoto (equipamentos que permitem que televisores antigos tenham acesso ao novo sinal) para não ficarem de fora dessa novidade.

O sinal digital permite imagens mais nítidas, som de melhor qualidade e o fim de ruídos, chiados e interferências, comuns no antigo sistema analógico. O propósito dessa nova implementação será a melhoria do sinal 4G das redes de celular.

Para verificar se tem direito a ganhar o kit, o beneficiário inscrito em programas sociais, como o Bolsa Família, por exemplo, deve acessar o site www.sejadigital.com.br ou ligar para o número 147 (a ligação é gratuita). Idosos e indígenas também terão direito a realizar a solicitação.

Após efetuar o pedido, as famílias serão informadas através de carta ou mensagem de texto sobre o dia e local para fazer a retirada dos equipamentos. Em caso de perda do dia estipulado, será necessário reagendar uma nova data.

O desligamento total do sinal analógico está previsto para 31 de janeiro de 2018 em Biguaçu, Florianópolis, São José, Palhoça e Paulo Lopes. Após essa data, só será possível assistir à programação da TV aberta por meio do sinal digital.

Mais informações, podem ser obtidas na Secretaria Municipal de Assistência Social e Habitação, localizada na Rua Lúcio Born, n°12, Centro. O telefone é (48) 3285-1073. O horário de atendimento é das 13h às 19h.

Sobre a Seja Digital

A Seja Digital (EAD – Entidade Administradora da Digitalização de Canais TV e RTV) é uma instituição não governamental e sem fins lucrativos. Tem como missão garantir que a população tenha acesso à TV digital, oferecendo suporte didático, desenvolvendo campanhas de comunicação e mobilização social e distribuindo kits para TV digital para as famílias cadastradas em programas sociais do Governo Federal.

Também tem como objetivos aferir a adoção do sinal de TV digital, remanejar os canais nas frequências e garantir a convivência sem interferência dos sinais da TV e 4G após o desligamento do sinal analógico. Esse processo teve início em abril de 2015 e, de acordo com cronograma definido pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, mais de 1300 municípios terão o sinal analógico desligado até 2018.

Publicidade