O governador Raimundo Colombo e o presidente da Infraero, Antônio Claret de Oliveira, trataram em reunião em Brasília, nesta quinta-feira, 24, de parcerias para promover melhorias no aeroporto de Navegantes, administrado pelo órgão federal. A previsão é lançar até outubro deste ano, três editais para obras que envolvem novos terminais, estacionamento e construção de um hotel na região, por meio de parcerias com a iniciativa privada. “São melhorias que vão garantir um grande avanço em infraestrutura”, destacou o governador Colombo.

Estão previstos três editais separados. Um para construção de um novo terminal de passageiros e de um edifício garagem, com a empresa contratada passando a operar as unidades varejo do terminal e o próprio estacionamento como forma de rentabilização. Outro para um novo terminal de cargas, com a empresa podendo operar a atual estrutura de cargas enquanto constrói a nova. E, por fim, um edital para construção de um hotel. Em paralelo aos editais, governos federal e estadual e bancada catarinense vão buscar agilizar as desapropriações necessárias.

Foi ressaltado pela comitiva catarinense que como foi assinado em julho o contrato de concessão do Aeroporto Internacional Hercílio Luz, de Florianópolis, para a empresa suíça Zürich Airport, agora o aeroporto de Navegantes passa a ser o maior do Estado sob gestão da Infraero. O presidente da órgão federal, Antônio Claret de Oliveira, reconheceu a importância do espaço e afirmou que irá buscar agilidade nas melhorias previstas. “Temos um grande projeto para o aeroporto de Navegantes, que será um exemplo de integração logística para todo o país”, destacou.

Correia Pinto e Chapecó

O governador Colombo também apresentou demandas envolvendo os aeroportos de Correia Pinto, na Serra, e de Chapecó, no Oeste. Para o Aeroporto Regional do Planalto Serrano, no município de Correia Pinto, a proposta é contratar a Infraero para assumir a gestão. “Há interesse do Governo do Estado e há interesse da Infraero, então agora é uma questão de ajustar os valores”, afirmou Colombo.

E para o aeroporto de Chapecó, o pedido foi para agilizar os estudos dos projetos de ampliação da atual estrutura, para acompanhar a crescente demanda local.

Também acompanharam a audiência em Brasília, entre outras lideranças políticas de Santa Catarina, o secretário executivo de Articulação Nacional, Acélio Casagrande, e a secretária adjunta Lourdes Martini.