O Governo do Estado e a Secretaria da Segurança Pública (SSP) promovem, na próxima segunda-feira, 18 de dezembro, a cerimônia oficial do lançamento e abertura da Operação Veraneio edição 2017-2018. A SSP projeta cerca de R$ 33 milhões no projeto, valores utilizados no pagamento de diárias para os policiais transferidos de sua base para o litoral, etapa alimentação e pagamento dos guarda vidas civis.

O ato de lançamento acontecerá no Centro de Ensino do Corpo de Bombeiros Militar, no bairro da Trindade, a partir das 15h. Trata-se da maior operação integrada de segurança pública do Estado de Santa Catarina, para a qual serão engajadas todas as forças de segurança: Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros Militar e Instituto Geral de Perícias.

Publicidade

A parte operacional inicia no dia 20 de dezembro e vai até 5 de março do ano que vem. A exemplo de anos anteriores, a operação será dividida em três etapas para facilitar o deslocamento do efetivo policial, que irá atuar como apoio nas cidades sedes da operação – com exceção do Corpo de Bombeiros Militar, que organizou seu planejamento em quatro etapas.

Ações e Planejamento

A OV inicia com ações que abrangem mais de 455 quilômetros monitorados de um total de 561 quilômetros de extensão, divididos em 163 praias, 29 balneários e 26 estâncias hidrominerais, com 312 postos de guarda-vidas.   A OV 2017/2018 movimentará 10.545 profissionais, entre policiais militares e civis, bombeiros militares e técnicos do Instituto Geral de Perícias (IGP), atuando no Litoral e Interior do estado.

A OV consiste no planejamento e execução de serviços de atendimento aos catarinenses e aos turistas que nos visitam na alta temporada. Santa Catarina teve uma temporada movimentada no ano passado. De dezembro de 2016 a fevereiro de 2017, o estado recebeu oito milhões de turistas, incluindo catarinenses, estrangeiros e visitantes de outros estados do Brasil.

Na Polícia Civil, serão mobilizados policiais convocados e lotados, que atuarão em 36 municípios, entre cidades litorâneas e de águas termais. Destas, 26 terão reforço policial. O Serviço Aeropolicial da Polícia Civil também estará mobilizado. Os policiais recentemente formados irão reforçar o litoral.

O delegado-geral da Polícia Civil, Artur Nitz, lembrou que também haverá o constante apoio da Diretoria Estadual de Investigações Criminais (DEIC), das delegacias especializadas, da Academia de Polícia Civil (Acadepol) e da Diretoria de Inteligência da Polícia Civil. Haverá reforço policial nas Delegacias de Atendimento ao Turista do Aeroporto Hercílio Luz e na Rodoviária Rita Maria.

Para o secretário de Estado da Segurança Pública, César Augusto Grubba, a temporada passada foi positiva, pois o estado não teve crimes de grande repercussão e os casos de roubos e furtos registrados estão dentro da normalidade.  Ainda segundo o secretário, a ideia é repetir o sucesso da operação anterior. “Tudo isso se deve à união das forças e ao reforço que recebemos na Operação Veraneio”, disse.

Publicidade