Fabien Forget, pesquisador do Marine Biodiversity, Exploitation and Conservation (Marbec), da França, está no Campus da Universidade do Vale do Itajaí (Univali), até sexta-feira, dia 31, para ministrar capacitação em marcação de atuns.

A iniciativa é parte da estratégia de avaliação dos estoques de atuns manejados pela Comissão Internacional para a Conservação do Atum Atlântico (ICCAT). O trabalho prevê a captura e a marcação de 7 mil atuns no Brasil inteiro, sendo 5,7 mil na região de Santa Catarina, principalmente os da espécie Katsuwonus Pelamis, o bonito-listrado.

Publicidade

A formação ministrada por Forget, envolve o uso de marcas convencionais, chamadas de marcas ‘espaguetti’ e marcas eletrônicas com envio de informações via satélite. A atividade encerra-se com aula prática que ocorre na sexta-feira, 31, no laboratório de Oceanografia Biológica do Campus da Univali em Itajaí.

Wagner Mezoni / Univali

Publicidade