Dicom

O prefeito de Biguaçu, Ramon Wollinger, sancionou na última semana a lei nº 3762, que institui o Dia Municipal da Caminhada pela Paz, incluindo a data no calendário oficial de festividades do município. O autor do projeto, o vereador Dr. Adriano Luiz Vicente, participou do ato de sanção, realizado no Gabinete do prefeito, acompanhado de representantes de entidades sociais e de classe.

Publicidade

A data escolhida para a Caminhada da Paz, 17 de maio, coincide com o dia de emancipação político-administrativa de Biguaçu, e fará parte das atividades em comemoração ao aniversário da cidade.

Conforme a lei, os objetivos são: organizar ações educativas e incentivadoras relacionadas à Caminhada pela Paz; promover debates e outros eventos tendo a paz como tema principal; perpetuar o evento Caminhada pela Paz promovido anualmente pela Federação para a Paz Universal (UPF).

Assinatura da lei que institui o Dia da Caminhada da Paz (Foto: Alexandra Klingstron – Dicom PMB)

A UPF, órgão internacional ligado à Organização das Nações Unidas (ONU), é uma aliança global de indivíduos e organizações, atuando em 163 nações, dedicadas a construir um mundo de paz, no qual cada um possa viver em liberdade, harmonia, cooperação e prosperidade para todos.

A sanção da lei contou com as presenças da presidente da Associação Empresarial e Cultural de Biguaçu (Acibig), Sandra Molinaro, e do diretor executivo da entidade, Hermes de Azevedo; embaixadora pela paz, Ivonete Vieira; do diretor geral estadual da Federação, Álvaro Geraldo de Souza; dos diretores da Federação da Paz em Florianópolis, Arcanjo Espíndola e Jeniffer Espíndola; da embaixadora da Caminhada em Defesa da Mulher e da Paz na República do Panamá, Ângela de Loura, e da assessora parlamentar Ivete Ertal.

Para o prefeito Ramon, “a iniciativa é envolver pessoas de todas as idades, independente de religião. A luta pela paz é uma missão nobre, em busca de um mundo mais fraterno e igualitário”.

O vereador Dr. Adriano, destaca que “a Caminhada pela Paz marca historicamente esse dia no nosso município, visando propiciar elementos de reflexão junto à população para o desenvolvimento de uma cultura de paz, superação da violência, resolução de conflitos, convivência fraterna e na garantia dos direitos humanos fundamentais”.

Publicidade