Santa Catarina manteve a quantidade de empregos gerados em outubro em relação ao mês anterior segundo balanço do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho, divulgado na tarde desta segunda-feira, 20. Foram 8,6 mil novas vagas de trabalho com carteira assinada, ficando em quarto lugar no ranking brasileiro atrás de Alagoas, São Paulo e Pernambuco. No Brasil, foram 76.599 postos de trabalhos.

Entre os setores de destaque ficou em primeiro lugar o comércio (3.204), seguido da indústria (2.717) e de serviços (1.728). A agropecuária também ficou em destaque com a geração de 1.160 novas vagas. Em 2017 o Estado gerou 46.170 novas vagas com carteira assinada em todas as áreas.

Publicidade

O governador Raimundo Colombo comemorou mais uma vez a posição de Santa Catarina na geração de empregos. “Estamos no caminho certo do desenvolvimento e isso é reflexo da força dos catarinenses, que em apenas 1% do território nacional, mostra que é possível manter o crescimento e estar entre os primeiros do país”.

Na última sexta-feria, 17 a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua), realizada pelo IBGE mostrou que Santa Catarina tem a menor taxa de desemprego do Brasil. De acordo com o estudo o índice de desemprego no Estado é de 6,7%. A pesquisa refere-se ao 3º trimestre de 2017.

Publicidade