O secretário de Estado da Saúde, Vicente Caropreso, participou, nesta quinta-feira (21), da 214ª Reunião Ordinária da Comissão de Intergestores Bipartite (CIB), realizada na Associação dos Municípios da Grande Florianópolis, em Capoeiras. Na ocasião, foi aprovada a ata da reunião anterior e as deliberações que estavam na pauta.

Os gestores das secretarias de Saúde dos municípios aprovaram o novo modelo de gestão do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). A proposta é de integração do Samu Estadual, sob gestão da Secretaria de Estado da Saúde (SES) com o Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina. Além disso, serão integradas as Unidades de Suporte Básico (USB) dos municípios também para a gestão do Estado, de forma gradativa.

Publicidade

Segundo o secretário Vicente Caropreso, o Samu passa por uma nova fase de comunicação e integração. “Haverá um aumentando de disponibilidade de viaturas e de pessoal. Também teremos um custo menor do que antes. Esse conjunto de situações aprovadas interessa a todos. Foi definida uma teia de atendimento com um trabalho integrado entre Estado, Corpo de Bombeiros Militar e Voluntários, saúde e municípios para que possamos atender aos reclames da sociedade”, destacou Caropreso.

De acordo com a superintendente de Serviços Especializados e Regulação, Karin Geller, está sendo elaborado um termo de cooperação técnica entre a SES e o Corpo de Bombeiros para a cogestão do Samu. “Estamos fazendo um planejamento de migração do Samu atual para o novo sistema de cogestão”, explicou Karin.

O gerente estadual do Samu, coronel João Batista Cordeiro Júnior, destacou que Santa Catarina continua sendo referência no Brasil em atendimento pré-hospitalar. “Além disso, somos o único estado que tem a proposta de integrar o Samu Básico e Avançado, e isso será um grande passo”, destacou o João Batista.

O secretário Vicente Caropreso reforçou que o Samu é uma política de estado. “Essa aprovação foi uma grande vitória não apenas para a secretaria e, sim, para toda a saúde de Santa Catarina, incluindo os municípios. Estou extremamente contente com essa novidade e com esse avanço que acabamos de promover. Parabéns a todos os envolvidos”, comemorou o secretário.

Outras deliberações da CIB

A CIB também aprovou as transferências de alguns hospitais municipais credenciados de gestão estadual para gestão municipal. Além disso, foram aprovadas as habilitações de:

– 15 leitos de retaguarda clínica do Hospital São, de Seara;

– 8 leitos de UTI adulto tipo II para o Hospital Oase, de Timbó;

– 15 leitos da Unidade Cuidados Prolongados, de Luzerna;

– leitos de UTI para o Hospital Santo Antônio, de Blumenau;

– do serviço de retirada e transplante renal no Hospital Marieta Konder Bornhausen, de Itajaí.

Publicidade