A instalação do mastro do Veleiro ECO (Expedições Científicas Oceanográficas), primeira embarcação no Brasil para realização de expedições e pesquisas oceanográficas, foi feita no estaleiro Schaefer Yachts, em Biguaçu, na tarde de terça-feira (19). A embarcação – cuja construção teve início em 2012 – é também a primeira a ser desenvolvida por uma instituição de ensino superior – a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).

Foto: Alexandra Klingstron – DICOM PMB

O prefeito Ramon Wollinger (PSD) acompanhou a instalação, junto com o professor Orestes Alarcon, desenvolvedor e coordenador do projeto. “Biguaçu se sente honrada por sediar este momento tão importante, que é a largada para novas descobertas e estudos que vão colaborar com a preservação dos nossos mares e nossa natureza num todo”, comentou.

Publicidade

O principal objetivo das viagens a serem feitas com o ECO é aprimorar e expandir as pesquisas oceanográficas em várias regiões brasileiras, incluindo estudos sobre as mudanças climáticas do oceano, lixo marinho, monitoramento e apoio à exploração sustentável da biodiversidade, e contribuições para a preservação da chamada “Amazônia Azul” (faixa litorânea do Brasil).

A embarcação, que pode acomodar até 10 pessoas entre pesquisadores e tripulantes, possui características de segurança e navegabilidade, permitindo expedições científicas de grande porte, incluindo as polares, particularmente na Antártica.

O Veleiro ECO foi construído com recursos da Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP), da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (FAPESC), da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC).

Acompanharam a instalação do mastro o deputado estadual Gabriel Ribeiro (PSD) e o representante da FAPESC, engenheiro Sérgio Luiz Gargioni.

As informações são da assessoria.

Publicidade