Zurich Airport apresenta imagens do novo aeroporto de Florianópolis; veja

Publicidade

A Zurich Airport, vencedora do leilão de concessão do Aeroporto Internacional Hercílio Luz (FLN), prevê um investimento de R$ 500 milhões para os próximos dois anos e meio no aeroporto da capital catarinense. A empresa, representada pelo CEO do Aeroporto de Florianópolis, Tobias Markert, assinou o contrato de concessão com a Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), logo após cerimônia realizada no Palácio do Planalto, quinta-feira. O ato teve a presença do presidente Michel Temer, do ministro dos Transportes Maurício Quintela e também do governador do estado de Santa Catarina, Raimundo Colombo.

Projeto das pontes de embarque do novo aeroporto (Reprodução)

Em setembro, a empresa realizará uma coletiva de imprensa para apresentar a nova identidade visual, desenvolvida pela agência Propague, e informar a população sobre os próximos passos do plano de melhorias e ampliação.

Publicidade

A Zurich Airport pretende lançar um novo terminal no prazo de dois anos e meio, que seja o “estado da arte na construção”, com previsão de entrega para o último trimestre de 2019, ampliar o estacionamento para 2,5 mil veículos, construir uma pista secundária para taxiamento de aeronaves e aumentar em 100 metros a atual pista. A empresa também pretende criar novas oportunidades de negócios para empresas nacionais e internacionais.

Projeto da fachada do novo terminal (Reprodução)

“Estamos muito contentes por incluir Florianópolis em nosso portfólio. Queremos criar negócios e oferecer um serviço de alta qualidade para os passageiros, melhorando a infraestrutura e as operações do local, utilizando nossas boas práticas e o conhecimento no setor, sempre com o intuito de preservar os valores locais”, afirma Tobias Markert.

Neste momento, os executivos da empresa analisam também o  atual aeroporto para traçar um plano de melhorias.

Zurich Airport pretende ampliar o número de postos de trabalho

Tobias Markert adianta que pretende ampliar o número de profissionais do aeroporto na cidade, já que hoje parte da operação é centralizada em Brasília.

“Neste momento estamos conversando com todos os funcionários do Aeroporto de Florianópolis. Ficaremos felizes em contar com muitos deles no nosso time, pois serão essenciais para a estruturação da equipe final, que deve estar atuando a partir de abril do ano que vem”, explica o executivo.

A Zurich Airport venceu a concessão para operar o aeroporto até 2047 e assume efetivamente a partir de 1º de janeiro de 2018. A companhia tem participado de todas as rodadas de privatização dos aeroportos brasileiros até agora e faz parte do consórcio que opera o Aeroporto de Confins, em Belo Horizonte, desde 2014.

Atualmente, o Aeroporto de Zurique opera 10 aeroportos em todo o mundo. Além do Aeroporto Internacional Bengaluru na Índia, a empresa participa ativamente em nove operações na América Latina, Bogotá, Curaçao, três aeroportos no Chile e quatro aeroportos em Honduras.

Publicidade