Acusado de homicídio e estupro em Biguaçu é encontrado morto a tiros

Publicidade

Caetano Francisco Nunes Neto, de 36 anos, acusado de ser o autor do homicídio ocorrido na noite do último sábado (28/09), na região central de Biguaçu, foi encontrado morto na tarde desta sexta-feira (4), na estrada geral de Sorocaba, no interior do município. De acordo com a Polícia Militar, ele estava com as mãos amarradas e com sinais de três tiros na região da cabeça.

Acusado de homicídio, estupro, furto e agressões: traços de psicopatia (Foto: PM)

A Polícia Civil foi acionada e chamou o Instituto Geral de Perícias (IGP) para recolher o corpo e fazer os primeiros levantamentos no local.

Continua após a publicidade

Psicopatia

Neto era o principal suspeito de ter matado Ilton Roberto da Silva a golpes de facão, na noite do último sábado. O setor de investigação do 24º Batalhão da PM e investigadores da Polícia Civil verificaram imagens de câmeras de segurança e constataram que o assassino seria Caetano. Ele também é suspeito de um estupro ocorrido há alguns dias, além de furto e agressões.

Foi morto com tiros na cabeça

Após prendê-lo na tarde de terça-feira (1), os investigadores da Civil e os policiais militares constataram que Caetano tinha traços de psicopatia. Além do assassinato e do estupro, ele havia agredido transeuntes e feito ameaças a pelo menos três mulheres em Biguaçu, sempre com o uso de um facão.

Como a prisão ocorreu fora do prazo que configuraria flagrante pelo homicídio, a Vara Criminal da Comarca de Biguaçu negou o pedido de prisão preventiva feito pela Delegacia de Polícia Civil. Assim, a polícia o soltou no dia seguinte ao que foi preso.

Publicidade