Adolescente foi morto por colega criminoso em SC por postar foto ao lado de PMs

Publicidade

G1 – Uma foto em que Natan Felipe Vieira aparece ao lado de dois policiais militares, durante o desfile de 7 de setembro, seria o motivo do assassinato do jovem na tarde de segunda-feira (19) em Joinville, no Norte de Santa Catarina. As informações são de uma testemunha ouvida pela Polícia Civil. Um amigo de infância de 16 anos da vítima foi apreendido como principal suspeito.

O adolescente de 17 anos foi morto a tiros na saída da escola, por volta das 12h. Conforme aDelegacia de Proteção à Criança, Adolescente, Mulher e Idoso (Dpcami), Natan Felipe Vieira não tinha atos infracionais antecedentes.

Continua após a publicidade

Conforme a delegada Geórgia Marrianny Gonçalves Bastos, o suspeito teria envolvimento com a criminalidade e não teria gostado da publicação feita em redes sociais.

“Os dois eram amigos de frequentar a casa um do outro. Ele postou uma foto no Facebook ao lado de policiais, em um desfile de 7 de setembro, o que uma testemunha diz ter motivado o crime”, conta a delega. Na legenda da publicação, Natan escreve “o jeito é se unir”.

Post teria motivado execução de adolescente, disse testemunha à polícia (Foto: Reprodução/Facebook)
Post teria motivado execução de adolescente, disse testemunha à polícia (Foto: Reprodução/Facebook)

O suspeito segue apreendido na Dpcami nesta terça (20).”Ele foi preso em flagrante e está à disposição do judiciário para decidir sobre internação. Ele nega, mas há testemunha ocular que afirma a autoria do crime”, complementa a delegada.

Pela manhã, a delegada afirmou que seriam ouvidas mais testemunhas na tarde desta terça. Entretanto, pelo sepultamento do menino, os depoimentos foram transferidos para quarta (21).

“Mas é um processo muito difícil, muitas testemunhas têm medo de sofrer represália. Com isso fica difícil de conseguir os detalhes do caso”, conta a delegada.

Publicidade