Aeroporto de Florianópolis pode ter investimento da empresa suíça Zurich Airport

Publicidade

Em visita protocolar ao prefeito Cesar Souza Junior, na tarde desta quarta-feira (9), o embaixador da Suíça no Brasil, André Regli, informou o grande interesse da empresa suíça Zurich Airport para investir no Aeroporto Internacional Hercílio Luz. “A Zurich Airport vai participar do leilão para concorrer à concessão do aeroporto de Florianópolis, que deve ocorrer entre maio e junho, e pretende executar grandes projetos. As empresas suíças são conhecidas pelo comprometimento e qualificação”, disse. A estimativa é de que as novas concessões nesse ano envolvam investimentos de R$ 1,1 bilhão.

O embaixador esteve acompanhado do cônsul-geral da Suíça em Santa Catarina, Claudio Leo Cavalloe, da secretária da Embaixada em Brasília, Isabelle Gomez Truedsson, e do diretor da Swiss Business Hub Brazil, Thomas Foerst. Entre os principais assuntos da reunião, o interesse de importantes empresas suíças para investimentos em Florianópolis.

Continua após a publicidade

Ao falar sobre oportunidades de investimento, o prefeito destacou que o sul da Ilha é um novo eixo de desenvolvimento e crescimento econômico, além de ter um grande potencial, principalmente ao redor do aeroporto. “O sul da Ilha é uma das localidades menos habitadas de Florianópolis. A expectativa é de que, com a grande valorização da área, em 15, 20 anos a região chegue a 300 mil habitantes. É natural que aconteçam grandes intervenções urbanas e queremos assegurar que sejam executadas com responsabilidade”, disse.

Novos investimentos

“Você deve ser o prefeito mais feliz do país”, brincou André Regli, ao declarar-se arrependido por ter vindo a Florianópolis apenas agora, apesar de ter assumido há dois anos e meio como embaixador. “Essa é uma região encantadora e de muitas oportunidades de negócio”, disse.

Com o apoio da Swiss Business Hub Brazil, as empresas suíças buscam investir em áreas como mecânica de precisão, farmacêutica e tecnologia limpa, além de educação, ciência e tecnologia em geral. “Atualmente duas empresas de Florianópolis já estão instaladas na Suíça e acessando novos negócios. Agora, queremos aproveitar o ecossistema daqui e reforçar informações sobre Florianópolis para que empresas vejam que não há boas oportunidades só em São Paulo e Rio de Janeiro, mas também aqui”, disse Thomas Foerst.

Apesar da situação de crise econômica, no último ano Florianópolis cresceu 20% no setor de tecnologia, afirmou o prefeito. “A partir dos anos 90, a indústria criativa e de inovação cresceu muito na Capital, tornando-se nossa principal economia. Temos importantes parques de informática, start ups e centros tecnológicos que trazem grandes oportunidades de investimento. Admiramos a Suíça e queremos convergir. Florianópolis é um grande ponto para as empresas se estabelecerem no Brasil”, afirmou Cesar Souza Junior.

Assessoria

Publicidade