Após ressacas, semana começa com maré seca no litoral catarinense

Publicidade

Entre esta segunda e a terça-feira (31/10 e 01/11), haverá ocorrência de maré baixa (maré seca) na costa catarinense, informa o oceanógrafo Argeu Vanz, da Epagri/Ciram.

A maré baixa resulta na atuação persistente de ventos do quadrante Norte e Nordeste (N/NE), que provoca o afastamento das águas do mar para áreas mais longe das praias, associada a influência da lua Nova – que provoca as mais baixas marés (maré de sizígia).

Continua após a publicidade

“Outro fenômeno associado a maré seca é o nevoeiro marítimo, comuns no final das madrugadas e início das manhãs. Presença os nevoeiros prejudicam visibilidade oferecendo risco à navegação”, alerta o oceanógrafo.

Recomenda-se atenção para estes horários (tabela 1) nos locais próximos a desembocaduras de rios, pois a maré baixa dificulta a entrada e saída de embarcações, podendo causar em encalhes. Os horários mais críticos da maré seca coincidem com os valores de baixas marés previstos e valores de maré real.

mare-seca

Publicidade