Atletas de SC são destaque no Pan de Toronto

Publicidade

Os Jogos Pan-Americanos de 2015 –  um evento multiesportivo – já começou e vai até o dia 26 de julho em Toronto,  no Canadá. A província de Ontário e outras 17 cidades da região do Golden Horseshoe recebem aproximadamente 6 mil atletas de 41 Comitês Olímpicos Nacionais das Américas que competem em 36 modalidades esportivas. Entre tantos campeões, a delegação brasileira conta com a experiência de atletas catarinenses. São destaques de Santa Catarina: Douglas Brose do karatê, a remadora Fabiana Beltrame e Clayton Silveira da Silva, jogador de futebol.

Douglas Brose é natural de Cruz Alta (RS), mas fez sua carreira em SC e por isso leva o Estado no coração. O carateca foi buscar o ouro que ainda não tem no Pan, na categoria kumitê até 60 kg. Líder no ranking da WFK (Federação Mundial de Karatê) terá como principais rivais atletas da Colômbia, Venezuela e Uruguai.Douglas já foi campeão nos Jogos Abertos de Santa Catarina, organizados pela Fesporte, onde teve estímulo para impulsionar a carreira. É considerado por muitos o maior carateca do país. Para Edgar Ferraz, ex-presidente da CBK, Douglas Brose é o maior medalhista e principal atleta do karatê brasileiro de todos os tempos.

Continua após a publicidade

Participou dos Jogos Pan-Americanos do Rio de Janeiro em 2007, e de Guadalajara 2011, sendo terceiro colocado e obtendo a medalha de bronze nas duas competições. Em 2009, conquistou a medalha de ouro nos Jogos Mundiais na categoria kumitê até 60 kg. Nos Jogos Mundiais, de 2013 em Cali, ficou em segundo lugar com a medalha de prata. Em outubro de 2013, conquistou a medalha de bronze no World Combat Games, na mesma categoria. Em 2008 conquistou sua primeira medalha de bronze em campeonato mundial sênior, em 2010, foi medalha de ouro no Campeoanto Mundial de Karatê e em 2012 conquistou sua 3ª medalha em campeonatos mundiais em Paris. Em 2014 foi novamente campeão mundial em Bremen, na Alemanha, ao vencer o holandês Geoffrey Berens. Em 2015, Douglas Brose foi tetracampeão dos Jogos Abertos dos Estados Unidos.

Experiência é o que também carrega a campeã mundial e prata no Pan de Guadalajara, Fabiana Beltrame. Começou no remos ao 15 anos, e hoje, aos 33, é considerada umas das mais conceituadas da delegação de brasileiros da modalidade remo. Natural de Florianópolis, já teve participações em Olimpíadas de Atenas, Pequim e Londres.

Foi a primeira remadora brasileira a conquistar vaga olímpica em Atenas 2004, e a garantir inédita medalha nacional em mundial de remo, na Eslovênia, em 2011. No mesmo ano, foi a primeira atleta do país a vencer uma prova da Copa do Mundo, em Hamburgo. Fabiana é treinada pelo marido e atleta olímpico Gilbran Cunha, nascido em Lages.

Já Clayton Silveira da Silva está entre os novatos que vestem a camisa da seleção. Natural do Rio de Janeiro, radicado em Jaraguá do Sul, teve sua carreira desenvolvida principalmente no Figueirense. Pelo alvinegro, o jogador de 19 anos soma 16 gols e um título no Campeonato Catarinense em 2014.

Publicidade