Bombeiros fazem buscas a pecuarista e piloto de avião que caiu no mar

Publicidade

O Corpo de Bombeiros faz buscas, desde a manhã desta segunda-feira, ao pecuarista Robson Guimarães – diretor geral da empresa Bigsal, sediada em Rondônia – e ao piloto Marlon Neves. Ambos estavam no avião monomotor modelo Socata TBM-900, que caiu no mar, nas proximidades da ilha do Campeche,  por volta das 5h20, depois de decolar do Aeroporto Hercílio Luz, em Florianópolis.

De acordo com a corporação, estão sendo empregados nas buscas quatro embarcações e o helicóptero Arcanjo 1. Mergulhadores do Grupo de Busca e Salvamento (GBS) fazem incursões, na tentativa de localizar os acidentados. Uma embarcação da Marinha também participa dos trabalhos. No entanto, até as 12h30, ninguém foi encontrado com e vida e nenhum corpo fora localizado.

Continua após a publicidade

As buscas se concentram na região onde os destroços foram avistados, a cerca de 600 metros da ilha do campeche, já em alto mar. As imagens aéreas feitas a partir do Arcanjo 1 mostram vários destroços da aeronave e uma grande mancha, que pode ser o combustível do monomotor.

O Socata, com prefixo PP-LIG, era novo. Foi adquirido pelo pecuarista em julho de 2015. Ele estava se deslocando para Ji-Paraná (RO), onde fica a fazenda com criação de gado. De acordo com a Infraero, chovia no momento da decolagem, mas nada que pudesse impossibilitar o voo. O Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa) já foi acionado para começar a analisar as causas do acidente.

Clique nas imagens para ampliá-las

Publicidade