Câmara de Biguaçu realiza audiência sobre o transporte de material pesado no bairro Santa Catarina

Publicidade

Vereadores de Biguaçu realizaram audiência pública com representantes da empresa SL Vieira Terraplanagem, secretarias municipais de Obras e Infraestrutura e de Planejamento e Gestão Participativa; e ainda da Diretoria Municipal de Trânsito e Polícia Rodoviária Federal, na segunda-feira, dia 13 de junho. Na pauta, predominou a busca por soluções para fins de melhoria na fiscalização do peso de caminhões de transporte de material sólido, no Loteamento Santa Catarina; e também quanto à possibilidade de acesso próprio para o trânsito desses veículos.

Foto: Assessoria

O proprietário da empresa de terraplanagem que atua na região, Sebastião Vieira, garantiu que com a autorização por parte de proprietários de terrenos, a empresa se compromete a fazer o trajeto pelo lado da igreja, conforme sugerido por vereadores. O tenente da PRF, Maurício Abilio dos Santos, lembrou que o peso é um grande causador de acidentes e destruição de rodovias. Também destacou que a fiscalização de pesagem será realizada pela Polícia Militar de Biguaçu. Sobre a rota alternativa sugerida, destacou a necessidade de autorização do Poder Público.

Continua após a publicidade

O presidente da Câmara, Lucas Rosa Vieira, informou que enviará ofício aos órgãos envolvidos no processo de autorização de abertura de acesso próprio para os caminhões pesados; também aos proprietários de terrenos, no bairro Santa Catarina; e ainda pedirá documentação de uma licença similar, de um acesso utilizado ao lado uma indústria de plásticos instalada no bairro Beira Rio. Lucas Manequinha pediu que a empresa de terraplanagem intensifique o irrigamento na rodovia e redobre o cuidado com a pesagem de veículos. Também solicitou ao município que intensifique a fiscalização e, se necessário, proíba o tráfego de caminhões pesados até o retorno das tratativas.

Participaram também da reunião os vereadores Claudemir Aires, Cristyan Silveira Prazeres, Ednei Muller Coelho, Fernando Duarte, João Luiz Luz, Laudemir Clovis Pastorello, Luan de Souza Pereira e Wiler Faria. Também o advogado da empresa SL Viera, Carlos Eduardo Marinho; o secretário municipal de Obras e Infraestrutura, Marcelo Conrat; a diretora de trânsito do município, Vanessa Rosa; e Rafael Roma, representando a Secretaria de Planejamento e Gestão Participativa. Servidores e assessores parlamentares da Casa Legislativa e moradores da região do Loteamento Santa Catarina, esses que destacaram transtornos causados à comunidade.

Publicidade