Câmara terá 11 vereadores reeleitos e quatro novatos

Publicidade

A legislatura 2017-2020 na Câmara de Biguaçu terá 11 vereadores reeleitos e quatro novatos, representando renovação de apenas 26,666% das 15 vagas que estavam em disputa. Dos 12 parlamentares que tentaram a reeleição, apenas Lédio Gerhardt (PP) não conseguiu garantir a titularidade e ficou como segundo suplente do partido.

Os reeleitos foram, pela ordem da votação recebida:  Bilico (PP), 1.354 votos; Douglas Borba (PP), 1.313;  Ângelo (PSD), 1.304; Salete Cardoso (PR), 1.288; Fernando Pissudo (PP), 978; Marconi (DEM), 961; Maneca (PMDB), 953;  Magali (PMDB), 890; Nei Cunha (PPS), 867; Nino (PMDB), 807; e  Ednei Patê (DEM), 687.

Continua após a publicidade

Os quatro que se elegeram pela primeira vez são: Dr. Adriano (PSD), 934; Elson (PSD), 754; Salmir (PMDB), 679; e Ricardo Mauri (PPS), 405.

novos-vereadores

A composição no Poder Legislativo, levando por base as coligações que disputaram o pleito, será formada por nove vereadores da base aliada do prefeito reeleito Ramon Wollinger (PSD) e seis de oposição a ele.

A distribuição das cadeiras na Câmara, por partidos, ficou da seguinte forma: PMDB (4), PP (3), PSD (3), DEM (2), PPS (2), PR (1).

Suplentes 

Dois suplentes do PP foram mais votados do que quatro eleitos. João Luiz Luz, com 820 votos, e Lédio Gerhardt, com 806, fizeram mais votos do que Elson, Patê, Salmir e Ricardo Mauri. O terceiro suplente do PP será o Zé dos Fundos, que recebeu 365 sufrágios.

Da coligação PSD/PR/PSB,  Chapecó será o 1º suplente. Ele fez 636 votos. O 2º será Laudemir Pastorello, o “Chimia”, que somou 633 e, o 3º, Décio Baixo Alves (PSB), com 545.

Da coligação PMDB/PSDB, o 1º suplente será Sandro Andrade (PMDB), que obteve 606 votos, a 2º suplência ficou com Adriana Picoli (PMDB), com 595, e a 3ª suplência ficará com Elias Lima, 543.

Da coligação DEM/PSC ficaram na 1º e 2ª suplência os candidatos Pastor Nacet, com 578 votos, e Davi do Gás, com 550. Ambos são do DEM. O terceiro suplente é João Pedroso (PSC), com 243.

Na coligação PPS/PT/PDT/ SD/PTB, a 1ª suplência é de Juci (PT), com 340 votos, a 2ª de Amilton, com 329 e a 3ª de João Vianei (SD), com 318.

PSDB sai sem nada na eleição

O PSDB saiu dessa eleição sem eleger nenhum vereador e também não garantiu nenhuma suplência. O partido se coligou com o PMDB e o candidato tucano mais votado foi o Simas, com 340 votos. Entre ele e o 3º suplente da coligação ainda há dois candidatos com maior votação que a dele: Dori (PMDB), com 457, e Adailton (PMDB), 352.

PSOL não consegue legenda

Os candidatos a vereador pelo PSOL somaram 1.385 votos e o partido não conseguiu atingir a quantidade necessária de legenda, para garantir uma vaga na Câmara de Biguaçu. O candidato mais votado do partido foi Murilo Azevedo, com 467 votos, seguido de André Manoel, com 318.

 

Publicidade