Campanha nacional de vacinação contra a gripe começa nesta segunda-feira

Publicidade

Da Assessoria – De 23 de abril a 1º de junho será realizada a 20ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza (gripe), sendo o dia 12 de maio o dia D de mobilização nacional. Em Biguaçu, a população-alvo para a vacinação é composta por 18.325 pessoas pertencentes aos grupos prioritários. A meta é alcançar uma cobertura de pelo menos 90% desse total.

A campanha de vacinação contra a Influenza é realizada todos os anos na segunda quinzena de abril, mês que antecede o inverno, considerado o período de sazonalidade da doença. Tem como objetivo reduzir as complicações, as internações e a mortalidade decorrentes das infecções pelo vírus da Influenza na população alvo para a vacinação, que é composta pelos seguintes grupos:

Continua após a publicidade

– Crianças de seis meses até menores de cinco anos;

– Gestantes;

– Puérperas (até 45 dias após o parto);

– Indivíduos com 60 anos ou mais;

– Trabalhadores de saúde;

– Povos indígenas;

– Professores do ensino infantil, fundamental e médio e de universidades públicas e privadas;

– População privada de liberdade e funcionários do sistema prisional;

– Portadores de doenças crônicas não transmissíveis ou condições clínicas especiais.

Para receber a vacina, as pessoas que pertencem a um desses grupos devem comparecer ao posto de vacinação, preferencialmente portando sua carteirinha de vacinação. Os portadores de doenças crônicas não transmissíveis devem apresentar prescrição médica com indicação da vacina contra Influenza ou, caso sejam cadastrados em programas de controle das doenças crônicas do SUS, podem se dirigir aos postos em que estão registrados para receber a vacina sem a necessidade da prescrição.

Já os professores têm de apresentar comprovante de vínculo com uma instituição de ensino e os trabalhadores de saúde precisam apresentar carteira de identificação profissional.

Reunião técnica

Na última quinta-feira (19), a equipe de técnicos de todas as Unidades Básicas de Saúde do município de Biguaçu realizou reunião preparatória com a Vigilância Epidemiológica.

A Vigilância Epidemiológica reforça que é importante prestar atenção aos sintomas da gripe que, em geral, são: febre alta, calafrios, tosse, dor de cabeça, dor de garganta, falta de ar, cansaço e dores musculares.

“Quem estiver com febre alta, tosse e falta de ar deve procurar uma Unidade de Saúde o mais rápido possível, para atendimento precoce e qualificado. O tratamento é mais eficiente quando iniciado nas primeiras 48 horas após o início dos sintomas”, alerta Fábio Gaudenzi, superintendente de Vigilância em Saúde. O tratamento precoce com medicamentos antivirais ajuda a evitar a evolução para formas graves que podem levar à internação e ao óbito.

A transmissão dos vírus Influenza se dá por meio do contato com secreções eliminadas pelas vias respiratórias da pessoa contaminada ao falar, tossir ou espirrar. Ela também ocorre quando mãos e objetos contaminados entram em contato com mucosas, como boca, olhos e nariz. Por isso, é muito importante lavar as mãos frequentemente com água e sabão ou utilizar álcool gel, além de evitar tocar os olhos, a boca e o nariz após o contato com essas superfícies.

São cuidados simples que podem evitar a doença: lavar as mãos várias vezes ao dia, cobrir o nariz e a boca ao tossir e espirrar, evitar tocar o rosto, não compartilhar objetos de uso pessoal e evitar locais com aglomeração de pessoas.

Tétano

Será realizada nesse mesmo período a intensificação da vacinação contra o tétano durante o período de campanha contra a gripe, especialmente para os adultos, grupo que apresenta baixa cobertura vacinal em Santa Catarina. Quem não tiver carteira de vacinação, ou a tiver perdido, também pode procurar o posto de saúde para tomar a vacina.

Publicidade