Cantor David Bowie morre aos 69 anos após lutar contra um câncer

Publicidade
Foto: Associated Press
Foto: Associated Press

O lendário David Bowie, um dos artistas mais revolucionários do século XX, morreu, neste domingo (10). Ele tinha 69 anos. A informação foi divulgada nas redes sociais do cantor.

“David Bowie morreu em paz hoje, cercado por sua família depois de uma corajosa batalha de 18 meses contra o câncer. Enquanto muitos vão dividir a dor pela perda dele, pedimos que vocês respeitem a privacidade da família neste período de luto”, informou o comunicado oficial.

Continua após a publicidade

O diretor Duncan Jones, um dos dois filhos de Bowie, também se pronunciou no Twitter. “Muito triste em dizer que é verdade. Ficarei offline por um tempo. Amor para todos”, escreveu.

Nascido David Robert Jones, em 8 de janeiro de 1947, na cidade de Brixton, Londres, Bowie formou a primeira banda aos 15 anos, The Konrads. Ele adotou o sobrenome Bowie em meados dos anos 1960, já que seu sobrenome de registro gerava confusão com Davy Jones, do grupo The Monkees.

O primeiro single, “Liza Jane”, saiu sob o nome Davie Jones with the King Bees, em 1964, sem sucesso. A carreira do artista, que também se engajava no teatro, começou a tomar forma com o lançamento do álbum de estreia, homônimo, em 1967. Mas o primeiro marco veio no segundo trabalho, também chamado David Bowie (e depois rebatizado como Space Oddity), em 1969, com a música-título. O verso inicial se tornou um clássico: “Ground control to Major Tom”. Este álbum também foi o início da parceria de Bowie com Tony Visconti, produtor que viria a trabalhar com o artista diversas vezes mais tarde. É de Visconti, inclusive, a produção dos dois últimos discos de Bowie, The Next Day (2013) e o recém-lançado Blackstar, que chegou ao mercado na última sexta, 8.

Bowie deixa o filho, Duncan Jones, uma filha, Alexandria, e a esposa, Iman Abdulmajid.

Rolling Stone – UOL

Publicidade