Casan pede aumento de tarifa de água e esgoto em Santa Catarina

Publicidade
Imagem Ilustrativa
Imagem Ilustrativa

Do G1 – A Agência Reguladora de Serviços de Saneamento Básico de Santa Catariana (Agesan) analisa o pedido de ajuste no valor da tarifa de água e esgoto solicitado pela Companhia Catarinense de Águas e Saneamento (Casan) para todo o estado.

Conforme a Agesan, a Casan pediu um acréscimo de 13,24%. A solicitação foi protocolada na segunda-feira (18) e tem prazo de 30 dias para análise. A nova tarifa deve ser aplicada sobre a conta a partir de agosto. Em 2014, a Casan requeriu 11% de reajuste. A agência só concedeu 7%, equivalente a recomposição inflacionária.

Continua após a publicidade

Segundo o diretor de regulação fiscalização Agesan, Silvio César dos Santos Rosa, para aprovação são analisadas justificativas como Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), folha de pagamento de trabalhadores e custos com outros materiais que influenciam na produção, como energia elétrica e combustível.

Por lei, a empresa pode solicitar o reajuste anualmente e precisa da autorização da Agesan para a aplicação. As mudanças só podem ocorrer sempre a partir de julho, data base da tarifa.

Justificativa do aumento
A Casan alega que o índice solicitado para este ano representa o reajuste do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) e o impacto do aumento de energia dos últimos 12 meses.

A companhia alega que neste ajuste de 13,24% não estão incluídos fatores como a alta de combustíveis, o aumento do custo de produtos químicos aplicados na produção e nem um novo reajuste de luz previsto para este ano.

A Casan prevê que gastará R$ 94 milhões com energia elétrica neste ano de 2015. Já em 2014, a empresa gastou R$ 53 milhões.

Publicidade