Casan se compromete em rever contrato com Biguaçu

Publicidade

O presidente da Companhia Catarinense de Águas e Saneamento (Casan), Valter Gallina, se comprometeu com o prefeito em exercício de Biguaçu, Vilson Norberto Alves (PP), na tarde desta quarta-feira (7), em reunião realizada sede da empresa, em Florianópolis, em analisar junto à área técnica da Casan a revisão do contrato de cooperação (cláusula 7%) entre o município e a concessionária. Gallina disse que terá um posição definitiva na próxima reunião, marcada para segunda-feira (12) na Prefeitura de Biguaçu.

No encontro também foi discutido sobre as obras de implantação do sistema de esgotamento sanitário no município. Na presença de técnicos da Agência de Regulação de Serviços Públicos de Santa Catarina (Aresc), o prefeito expôs problemas de execução das obras da Casan, que vêm afetando moradores e comerciantes, como buracos e valas abertas por tempo prolongado e outros transtornos, que foram reconhecidos pelo presidente da companhia.

Continua após a publicidade

Os representantes da Aresc estiveram recentemente no município, onde colheram dados e imagens para a confecção de um relatório sobre as obras em Biguaçu, que foi recebido na oportunidade pelo presidente da Casan, em que estão detalhadas as falhas das obras (vício de execução).

Vilson foi cobrar Gallina na sede da Casan (Foto Martha Huff – Secom)

A reunião também contou com a presença do deputado estadual João Amin, que reforçou os pedidos de Biguaçu para a melhoria dos serviços da Casan, relembrando que já esteve por duas vezes neste ano acompanhando reuniões sobre as mesmas solicitações.

Também participaram do encontro a consultora de engenharia, Salete Li, e a procuradora do município, Karina Fonseca.

As informações são da jornalista Martha Huff, da Secom.

Publicidade