Caso de dengue em Biguaçu e de zika vírus em Florianópolis

Publicidade

A Diretoria de Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina (Dive/SC) divulgou, na noite desta segunda-feira (23), o boletim n°2 de dengue, febre chikungunya e zika vírus, com dados até a Semana Epidemiológica n° 2 (de 1 a 14 de janeiro de 2017). Em Biguaçu, há notificação de um caso suspeito de dengue. Em São José, casos suspeitos de dengue e de chikungunya. Já em Florianópolis, a Dive investiga notificações de dengue,  chikungunya e zika.

De acordo com o boletim, nas duas primeiras semanas do ano foram notificados 182 casos suspeitos de dengue em Santa Catarina. Desses, 54 (30%) foram descartados por apresentarem resultado negativo para a doença e 128 (70%) estão sob investigação.

Continua após a publicidade

Os casos foram notificados nos municípios de: Agronômica, Anchieta, Araranguá, Balneário Camboriú, Bandeirante, Biguaçu, Blumenau, Bombinhas, Brusque, Caçador, Camboriú, Campo Erê, Canelinha, Canoinhas, Chapecó, Cocal do Sul, Coronel Freitas, Florianópolis, Galvão, Garuva, Guaraciaba, Guaramirim, Ibirama, Itajaí, Itapema, Itapoá, Jaraguá do Sul, Joinville, Lages, Mafra, Mondaí, Palhoça, Pinhalzinho, Pomerode, Rio Negrinho, São Bento do Sul, São Domingos, São José, São José do Cedro, São Lourenço do Oeste, São Ludgero, São Miguel do Oeste, Tijucas, Timbó, Timbó Grande, Tubarão, Vargem, Xanxerê e Xaxim. Em comparação ao boletim n° 2/2017 houve a inclusão dos municípios de Águas de Chapecó e Bandeirante.

Febre de chikungunya 

No período de 1 a 14 de janeiro 2017, foram notificados 35 casos suspeitos de febre de chikungunya em Santa Catarina. Desses, quatro (11%) foram descartados; 30 (86%) permanecem como suspeitos; e um (3%) está aguardando definição do Local Provável de Infecção (LPI).

Os casos foram notificados nos municípios de: Anchieta, Balneário Camboriú, Brusque, Camboriú, Canoinhas, Cocal do Sul, Florianópolis, Guaraciaba, Guaramirim, Itajaí, Mafra, São Domingo, São José, São José do Cedro, São Miguel do Oeste e Tijucas.

Zika vírus 

No período analisado, foram notificados sete casos suspeitos de febre do zika vírus em Santa Catarina, sendo que todos permanecem em investigação. Os casos foram notificados nos municípios de Florianópolis e Guaraciaba.

 

 

Publicidade