Chapecoense derrota o Grêmio por 1 a 0

Publicidade

8 de julho de 2015. Uma quarta-feira chuvosa e fria no oeste catarinense. Mais uma noite histórica para o futebol profissional de Chapecó. Maior público da temporada, com 13.916 torcedores, e pela primeira vez em jogos validos pelo Campeonato Brasileiro, a Chapecoense derrota o Grêmio. Brilhou a estrela de Bruno Rangel para quebrar a escrita.

Quem apostou num jogo aberto e em alta intensidade, acertou. Tanto o Verdão como o tricolor gaúcho se bandearam para o ataque. Chutes de longe, jogadas pelo alto e pelas laterais. A Chapecoense chegou perto do gol quando Apodi cruzou da direita, Camilo concluiu no carrinho, a bola desviou em Geromel e passou perto da meta defendida por Marcelo Grohe. A resposta do Grêmio foi muito parecida. Jogada pela direita e o desvio de Apodi foi na trave. O lance seguiu e a nova conclusão gremista parou no travessão.

Continua após a publicidade

No segundo tempo, a Chapecoense aumentou a pressão. Aos 22 minutos, o técnico Vinícius Eutrópio colocou em campo Maranhão e Tiago Luís, nos lugares de Camilo e Hyoran respectivamente. No contra-ataque, Apodi recebeu na entrada da grande área e chutou de primeira. O goleiro tricolor espalmou, a bola bateu na perna esquerda de Geromel e novamente em Marcelo Grohe antes de sair pela linha de fundo.

Parecia que a bola não queria entrar. Parecia. Aos 31 minutos, depois da falta da direita cobrada por Cleber Santana, o atacante Bruno Rangel apareceu de cabeça para marcar o gol da vitória. 1 a 0 foi o placar final.

O resultado deixa a Chapecoense com 19 pontos na classificação. No domingo (12), o jogo será em Florianópolis, contra o Avaí.

Atacante da Chapecoense

Publicidade