Começa a pavimentação de 50 km de ruas em Florianópolis

Publicidade

Assessoria

Começou, nesta terça-feira (16), as obras de pavimentação de 16 ruas no Sul de Florianópolis, de um pacote que envolve 120 ruas no Continente e na Ilha, totalizando 50 quilômetros de vias que receberão asfalto.  O primeiro bairro contemplado é o da Tapera. Nesta manhã, prefeito, secretário de Obras e engenheiros da empresa contratada estiveram no local para acompanhar o início dos trabalhos.

Continua após a publicidade

De um lote de 16 ruas nesta primeira etapa de pavimentação, serão contempladas três no bairro da Tapera: a servidão Sol Poente, a servidão do Luar e a servidão Água Viva. A licitação deste lote já estava pronta e aguardava apenas a liberação de verba para o início das obras. O valor é de R$ 1.8 milhão com prazo de conclusão de 18 meses.

“Não viemos tapar buraco, mas sim realizar uma obra completa, que inclui principalmente a drenagem da rua, oque evita alagamentos e a pavimentação em lajota dura muito mais”, explica o prefeito Cesar Souza Junior.

Moradores comemoram

Para quem esperava pelas obras há muito tempo, a chegada do pacote de pavimentação no Sul da Ilha levou mais alegria do que muitos blocos de Carnaval. Todas estas 120 ruas do pacote são de chão batido. “Para nós é um sonho realizado, não há alegria maior. Tudo aqui é difícil, muito buraco, muita lama, muita poeira, enfim tudo isso vai acabar”, diz Iracema Correia, 63 anos, que mora há 18 na rua Sol Poente.

Renato Nunes é morador da servidão Do Luar, uma pacata via onde só residem moradores antigos do bairro, que chegaram no local, há cerca de 20 anos. “Não existia nada aqui, nossa rua só tem gente conhecida, gente do bem, pedimos muito por isso e agora fomos atendidos, maravilha”, afirmou.

Pacote irá pavimentar 50 km

Somando todas as 120 ruas, a Prefeitura irá pavimentar 50 km de vias de chão batido. Na região entre o Ribeirão da Ilha e o Pântano do Sul, o lote prevê a pavimentação de 14 ruas.

Nesta primeira etapa, acontece a pavimentação de quatro delas, a servidão Maria Balbina Siqueira e a servidão Manoel Jorge Filho (ambas no Ribeirão), a servidão Sagrado Coração de Jesus, no Morro das Pedras, e a servidão João Eusébio de Sá, na Armação do Pântano do Sul. O valor é de R$ 2.458.662,91, também com prazo de conclusão de 18 meses.

O início das demais obras vai acontecer de acordo com o andamento dos primeiros trabalhos.

Publicidade