Bombeiros formam 58 crianças em Biguaçu no Projeto Golfinho

Publicidade
Crianças receberam batismo dos bombeiros (Foto: Paulo Rodrigo Ferreira – DICOM PMB)

Da Assessoria – Na manhã desta sexta-feira (25), sob tempo nublado e com os pés na areia, foi realizada a formatura da primeira turma do Projeto Golfinho, em Biguaçu. Promovida pela 3ª Companhia de Bombeiros Militar da cidade, a ação teve a participação de 58 crianças com idade entre seis e 12 anos, que durante quatro dias se encontraram no Balneário São Miguel para participar das atividades.

O Projeto Golfinho é um programa interativo e recreativo que tem o objetivo de proporcionar aos participantes conhecimentos sobre os perigos do mar, suas condições e sinalização de riscos, conhecimento sobre correntes de retorno e conscientização e cuidados com o ambiente marinho.

Continua após a publicidade

“Vivemos nesta semana em Biguaçu um momento atípico, pois geralmente nossas turmas são formadas por 30 crianças, aqui batemos nosso recorde e foi um sucesso”, comentou o coordenador do projeto, cabo BM Cauim Serratti.

Além do cabo Serratti, o projeto contou com a instrução de mais sete instrutores bombeiros militares que atuam em Biguaçu e Governador Celso Ramos e bombeiros comunitários de São José.

“Estamos contentes por saber que estamos contribuindo na formação de cidadãos mais conscientes e que a partir de hoje serão multiplicadores de informações importantes como a prevenção de afogamentos, os cuidados que se deve ter na praia, a conservação e preservação ambiental”, destaca o comandante da Companhia, 1° tenente BM Victor José Polli.

O prefeito Ramon Wollinger acompanhou a formatura das crianças. “É perceptível o aprendizado que eles tiveram nesses dias e a vontade de pôr em prática tudo que aprenderam. Parabenizo nossos amigos bombeiros de Biguaçu pela iniciativa e cuidado com nossas crianças”, comentou o prefeito.

Após receberem os certificados e posarem para foto com os familiares e instrutores os formandos, sob esguicho de água de um caminhão da corporação, foram batizados como nas solenidades oficiais do Corpo de Bombeiros.

Opinião das crianças

João Davi Nolasco tem sete anos e é morador do bairro Universitário. “Eu gostei muito de participar porque eu aprendi os perigos do mar e agora sei me cuidar melhor. Aprendi que água no umbigo é sinal de perigo”, disse o menino acompanhado da mãe.

“Eu gostei muito de participar porque os bombeiros nos ensinaram a cuidar melhor da praia e preserva-la limpa e também muitas coisas sobre os perigos do mar”, disse Marielle Simões, doze anos, moradora do bairro Bom Viver.

Publicidade