Datafolha desta quarta-feira: sem Lula, Marina cresce e rivaliza com Bolsonaro

Publicidade
Marina cresce na pesquisa e se aproxima de Bolsonaro

Pesquisa Datafolha divulgada nesta quarta-feira (22) mostra que Lula, que está preso em Curitiba desde 7 de abril, ao que tudo indica não terá força para transferir seus votos para seu provável substituto, o agora candidato a vice Fernando Haddad. No cenário sem a apresentação do nome de Lula, Jair Bolsonaro lidera com 22% e Marina tem 16%.

Na sequência aparecem Ciro Gomes, com 10%, e Geraldo Alckmin, com 9%. Dias e o provável substituto de Lula na disputa, Fernando Haddad (PT), têm 4% cada. Amoêdo e Meirelles têm 2%, enquanto Vera, Daciolo, Boulos e João Goulart Filho (PPL) têm 1%. Eymael (DC) não pontuou nos dois cenários.

Continua após a publicidade

Questionados se o apoio de Lula os levaria a apoiar algum candidato, 48% responderam que não, 31% disseram que o fariam com certeza e 18% afirmaram que talvez.

O apoio do presidente Michel Temer faria 87% das pessoas não votar no candidato.

Os candidatos mais rejeitados pelos eleitores são Bolsonaro (39%), Lula (34%), Alckmin (26%), Marina (25%) e Ciro (23%). Haddad soma 21% nesse quesito.

O Datafolha ouviu 8.433 pessoas em 313 municípios, de 20 a 21 de agosto. A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%. O levantamento foi registrado na Justiça Eleitoral sob o protocolo BR 04023/2018.

*Com informação do Estadão Conteúdo

Leia também:

Pesquisa Datafolha desta quarta-feira: Lula chega a 39% e Bolsonaro tem 19%

Publicidade