D’Mello Imóveis muda para espaço mais amplo no centro de Biguaçu

 

Conteúdo impulsionado

O ano de 2018 começou com uma novidade para os clientes da D’Mello Imóveis. A imobiliária está atendendo em novo endereço, na rua Leopoldo Freiberger, nº 280, no Centro de Biguaçu. O corretor de imóveis e proprietário da imobiliária, Marclei de Mello, de 43 anos, disse que a mudança contempla duas ações para melhor atender aos clientes.

“Além de estar em um espaço mais amplo, gerando mais comodidade, agora também estamos mais centralizados, em uma rua de grande fluxo comercial. Até demoramos um pouco em tomar essa decisão de mudar, pois não queríamos apenas uma sala comercial, mas sim um espaço maior, com estacionamento para dar mais conforto e facilidade aos clientes”, disse.

A imobiliária, que completa três anos de atividade no município, é administrada por Marclei, corretor há dez anos. “Eu escolhi ser corretor de imóveis e escolhi Biguaçu para viver e empreender. Já trabalhei em outras empresas do segmento, inclusive como gerente, e fui o primeiro corretor a vender imóveis do programa Minha Casa, Minha Vida aqui na cidade. Quando eu decidi abrir minha própria imobiliária eu não tive dúvidas em investir aqui no município”, comentou.

De Mello aponta como um dos diferenciais da imobiliária no mercado de locação é a dispensa de garantia locatícia. “Aqui não precisa de fiador, seguro fiança, ou outra modalidade. Se o interessado em alugar tiver o nome limpo no SPC e Serasa, cadastro aprovado e referências pessoais, ele aluga na hora. Tanto é que não temos imóveis encalhados na carteira de locação, está tudo alugado e nós garantimos ao locador.”

O corretor afirma que essa modalidade de locação, sem exigir a garantia, esta “moldando” o mercado local. “Essa proposta da D’Mello Imóveis, desde o inicio, foi trazer para Biguaçu uma nova opção para locação, e estamos ditando regras. Há imobiliárias que também já estão dispensando o fiador. E isso é bom para quem precisa alugar”, avalia.

Aquecimento do mercado

Marclei informou que já é possível sentir uma retomada no mercado imobiliário na região. Ele diz que nos últimos meses de 2017 aumentou a procura de interessados em investir em imóveis e, com a economia voltando a se estabilizar, a tendência é de que 2018 seja um ano de bons negócios no setor. “Eu tenho uma expectativa que neste ano o mercado cresça cerca de 30%, em relação a 2017, e depois gradativamente vai se restabelecendo ao normal de novo”, concluiu.

Conteúdo impulsionado