Empresa de máquinas agrícolas anuncia novas unidades em SC para 2016

Publicidade

A empresa GTS do Brasil, indústria de máquinas e implementos agrícolas, anunciou na tarde desta quinta-feira, 9, sua ampliação, com a construção de mais duas unidades no município de Lages na Serra. O anúncio foi no Centro Administrativo do Governo do Estado, em Florianópolis, durante visita do diretor presidente da empresa, Assis Strasser, ao governador Raimundo Colombo.

Foto: Julio Cavalheiro / Secom

“Fico muito feliz em ver o crescimento dessa empresa que começou pequena em Campo Belo do Sul e hoje, com sede em Lages, gera milhares de empregos e renda para os catarinenses”, disse o governador.

Continua após a publicidade

Uma das unidades será localizada em terreno de 7,3 mil metros quadrados, onde funcionava a antiga Santur, na BR-116, e terá capacidade de produzir cerca de 400 equipamentos por mês. Com investimentos de R$ 9 milhões para construção do prédio, chegando a R$ 12 milhões depois de totalmente instalada, a empresa vai produzir 10 novos equipamentos, empregando 110 funcionários diretos e mais 303 indiretos.

“Queremos começar a construir ainda em agosto desse ano e terminar em dezembro, para inaugurar em fevereiro de 2016. Estamos com uma grande necessidade de ampliação, devido aos grandes lançamentos, de novos equipamentos, anunciados nesse ano. Por isso, é muito importante esse apoio do governo estadual para a instalação das novas unidades”, comentou Assis.

A outra unidade fica próximo da atual empresa na BR-282, também em Lages. O terreno, com área de 6 mil metros quadrados, vai receber o novo parque fabril da empresa, com a produção de componentes para máquinas agrícolas. Está previsto o investimento de R$ 6 milhões para a construção do prédio, podendo chegar a R$ 15 milhões na instalação total da unidade. A previsão é começar a construção em fevereiro de 2016. Depois de pronta, terá um faturamento anual de R$ 62 milhões com a contratação de 22 empregos diretos e 142 indiretos.

“Vamos fornecer para os maiores fabricantes de colheitadeiras do mundo. A ideia é chegar a dois anos com 12 mil metros quadrados e 150 colaboradores, na unidade de peças”, destacou Assis.

A empresa

A GTS do Brasil exporta para os países da América do Sul e Europa. Seu faturamento é de R$ 146 milhões, empregando 184 funcionários diretos e 552 indiretos, no parque fabril, em Lages, com 13,3 mil metros quadrados. Produz equipamentos agrícolas para o manejo do solo, colheita, transporte e plainas.

Publicidade