Epagri capacita técnicos de 12 municípios nas áreas de maricultura e pesca

Publicidade

A Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina (Epagri) está capacitando extensionistas que atuam nas áreas de maricultura e pesca em 12 municípios do Estado. O curso será realizado em Florianópolis, com recursos do Programa SC Rural, e é focado no nivelamento e na capacitação de 16 técnicos.

O treinamento será realizado de 25 a 29 de maio, no Centro de Treinamento da Epagri de Florianópolis (Cetre), com organização e coordenação do pesquisador do Centro de Desenvolvimento de Aquicultura e Pesca da Epagri (Cedap), João Guzenski, informa a Secretaria de Comunicação do Estado.

Continua após a publicidade

Os extensionistas receberão orientações sobre o Programa de Aquicultura e Pesca, que será desenvolvido pela Epagri, e trabalhará com entraves nos dois setores, propostas de soluções para os problemas e elaboração de projetos.

Além disso, os participantes estudarão o ordenamento da maricultura no Estado, com a demarcação das áreas aquícolas, a transferência dos produtores para as novas áreas e o monitoramento e gestão dos parques aquícolas. Santa Catarina será o primeiro Estado do país a ter seus parques marinhos ordenados e regularizados. Serão mais de R$ 3 milhões investidos para sinalizar 820 fazendas marinhas, localizadas entre Palhoça e São Francisco do Sul, beneficiando cerca de 700 famílias de maricultores.

O engenheiro agrônomo da Epagri e doutor em Aquicultura, Alex Alves dos Santos, explica que a ideia do curso é que os extensionistas retornem para seus municípios e reúnam os maricultores para ensiná-los como será a demarcação das áreas e qual espaço cada um irá ocupar.

Santa Catarina é responsável por 95% de todos os moluscos consumidos no Brasil, é também o primeiro produtor de pescados e ocupa posição de destaque na piscicultura. Em 2013, a produção de moluscos no Estado foi de 19.082 toneladas, envolvendo 589 maricultores. O maior produtor de ostra é Florianópolis; o maior produtor de mexilhão é Palhoça e o maior produtor de vieira é Penha.

Publicidade