Esperidião Amim e Jorginho Mello são eleitos senadores por Santa Catarina

Publicidade
Espiridião Amin (PP) e Jorginho Mello (PR) são eleitos senadores por SC — Foto: NSC TV

Os deputados federais Espiridião Amin (PP) e Jorginho Mello(PR) foram eleitos neste domingo (7) senadores por Santa Catarina para os próximos oito anos. Com 99,63% das seções apuradas, Amin obteve 1.221.867 dos votos válidos (18,78%) e Mello, 1.175794 votos (18,7%) .

O ex-senador e ex-governador Raimundo Colombo (PSD), que aparecia como “eleito” nas pesquisa de intenção de votos, ficou apenas na quarta colocação, com  15,30% dos votos válidos. Ele perdeu para o estreante Lucas Esmeraldino (PSL), que fez 17,79%.

Continua após a publicidade

Amin

Amin é natural de Florianópolis e tem 70 anos. Atualmente deputado federal, ele é formado em Administração e Gerência pela Esag e em Direito pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), onde é professor titular no curso de Administração.

Esperidião foi governador de Santa Catariana por duas vezes, entre 1983-1987 e 1999-2003. E também por duas vezes foi prefeito de Florianópolis, na gestão de 1975-1978 e 1988-1990.

Entre 1991 e 1999 foi senador e presidente nacional do partido Progressista. Esperidião Amin foi eleito deputado federal pelo PP em 2010 e 2014.

Mello

Mello nasceu em Ibicaré, no Oeste, e tem 62 anos. Atualmente, também é deputado federal. É formado em direito pela Universidade do Vale do Itajaí (Univali).

Já foi deputado estadual e presidente da Assembleia Legislativa de Santa Catarina. Em 2009, atuou como governador interino de Santa Catarina. Assumiu o mandato como deputado federal em 2011.

Nas eleições de 2014, foi reeleito deputado federal. Foi bancário, gerente e diretor do Besc entre 1975 e 2002.

Mandato

Neste ano, foram escolhidos dois candidatos ao senado, pois o mandato é de oito anos, mas as eleições ocorrem a cada quatro anos. Com isso, a cada eleição, o senado renova, alternadamente, um terço e dois terços de suas 81 cadeiras. Nestas eleições, foram disputadas 54 vagas no país.

*Com informações do G1 e da NSC TV

Publicidade