Estados Unidos enviará sistema ‘anti-míssil’ para a Coreia do Sul após ameaça da Coreia do Norte

Publicidade
anti-missil
Foto: AFP – O ‘USS Ohio’, um submarino com mísseis guiados americano

AFP / Os Estados Unidos pretendem enviar um sofisticado sistema de defesa antimísseis para a Coreia do Sul “o mais rápido possível” – anunciou o Pentágono nesta segunda-feira.

“Sem entrar em um calendário, queremos ver este passo dado o mais rápido possível”, disse o porta-voz do Pentágono, Peter Cook, um dia depois do lançamento de um foguete por parte da Coreia do Norte, que provocou uma condenação da comunidade internacional.

Continua após a publicidade

Chefes militares sul-coreanos e americanos anunciaram que vão iniciar discussões formais para estabelecer o sistema de defesa antimísseis THAAD (Terminal High Altitude Area Defense System, em inglês) na fronteira com a Coreia do Norte.

“Estamos iniciando as consultas agora e nos próximos dias com os sul-coreanos e esperamos que isso se faça de forma diligente”, acrescentou.

O sistema THAAD dispara mísseis antibalísticos para destruir mísseis inimigos dentro, ou fora, da atmosfera da Terra em sua última fase de voo.

A China se opõe firmemente à instalação de equipamentos antimísseis tão perto de suas fronteiras, mas Cook garantiu que o sistema THAAD não tem como objetivo ser uma ameaça para Pequim.

“Se o sistema THAAD for enviado para a península coreana, estará concentrado unicamente na Coreia do Norte”, insistiu.

Um funcionário da Defesa americana informou à AFP que o sistema antimísseis pode ser instalado em até duas semanas, depois de ordenado seu envio.

“Uma vez que (…) as decisões forem tomadas, esse (prazo) é possível”, comentou a fonte, que pediu para não ser identificada.

Publicidade