Explosão em metrô da Rússia deixa pelo menos 10 mortos

Publicidade

Uma explosão no metrô da cidade russa de São Petersburgo deixou pelo menos 10 pessoas mortas e várias feridas e levou à evacuação de duas estações, informaram nesta segunda-feira (3) as autoridades russas.

Aparentemente, a explosão foi causada por um bomba, segundo a administração do metrô da cidade.

Continua após a publicidade

Metrô é fechado

As autoridades da Rússia fecharam o metrô de São Petersburgo após o atentado terrorista com bomba que deixou pelo menos 10 mortos e dezenas de feridos, informou a administração do transporte ferroviário da cidade.

“Às 15h40 (horário local) todas as estações do metrô de São Petersburgo foram fechadas, tanto para entrada quanto para saída”, afirmou a fonte.

A explosão ocorreu entre duas estações da linha azul – Sennaya Ploschad e Tekhnologitchesky Institut -, antes da saída de um dos trens. Fontes oficiais consideram que se tratou de um atentado suicida.

Putin fala em terrorismo

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, disse nesta segunda-feira que o terrorismo é a principal hipótese sobre a causa das explosões ocorridas no metrô de São Petersburgo. A informação é da Agência EFE.

“Naturalmente, sempre analisamos todas as possibilidades, acidental, criminal e, claro, de caráter terrorista”, afirmou Putin.

O líder do Kremlin fez essas declarações em São Petersburgo, ao iniciar uma reunião com o presidente da Bielorússia, Alexander Lukashenko.

“Veremos, a investigação dará em breve uma resposta sobre o que ocorreu nessa tragédia”, acrescentou Putin.

Segundo os últimos dados, pelo menos dez pessoas morreram e 50 ficaram feridas em duas explosões em estações do metrô da segunda maior cidade russa.

O presidente manifestou condolências às famílias das vítimas e desejou recuperação aos feridos.

Publicidade