Fatma busca integração entre órgãos ambientais em ações de fiscalização

Publicidade

A Fundação do Meio Ambiente (Fatma) de Santa Catarina se reuniu, na segunda-feira (24), com órgãos ambientais da Grande Florianópolis, para discutir melhorias nos processos de fiscalização. Com a proximidade da temporada de verão, a Fundação tem intensificado as vistorias e busca firmar parcerias com outras instituições para melhorar o fluxo de informações e desenvolver métodos integrados e padronizados.

Representantes da Casan, Polícia Militar Ambiental (PMA) e Vigilâncias Sanitárias municipais de Florianópolis, São José e Biguaçu participaram do encontro contribuindo com sugestões e considerações sobre o panorama geral de fiscalização do litoral catarinense. Foram levantadas questões relacionadas à situação do saneamento básico, ações de conscientização junto às comunidades e combate rápido a irregularidades.

Continua após a publicidade

“O que está funcionando em desacordo com o que prevê a legislação tem que ser identificado e parado imediatamente, até porque a situação atual exige. Por isso, esse diálogo entre órgãos é importante”, afirma o presidente da Fatma, Alexandre Waltrick Rates.

Os representantes dos órgãos vão se reunir diversas vezes nos próximos meses. “A solução para os problemas estão na união entre poder público e comunidade e é justamente esta relação que estamos procurando fortalecer, através de conversas e ações em conjunto”, conclui o diretor de Fiscalização, Antônio Anselmo Granzotto de Campos.

Assessoria

Publicidade