Gaeco faz operação em SC para desarticular quadrilha que fraudava emissão de CNH

Publicidade

Na manhã desta segunda-feira (26), o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO), em conjunto com a Delegacia Regional de Polícia Civil de Jaraguá do Sul, a Corregedoria-Geral da Polícia Civil de Santa Catarina e o 14º Batalhão de Polícia Militar, deflagrou a operação “Sinal Vermelho” nas cidades de Jaraguá do Sul, Guaramirim e Corupá. Já foram cumpridos 28 mandados de busca e apreensão, seis prisões temporárias e uma prisão em flagrante.

A operação, que visa à instrução de Procedimento Investigativo Criminal instaurado pela 4ª Promotoria de Justiça de Jaraguá do Sul, apura crimes contra Administração Pública – corrupção ativa e passiva – envolvendo autoescolas da região de Jaraguá do Sul, seus representantes legais e servidor público estadual. Os investigados são suspeitos de oferecer e receber vantagens indevidas para viabilizar a aprovação de alunos de centros de formação de condutores em exames voltados à obtenção de Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

Continua após a publicidade

Durante a operação, foram apreendidos telefones celulares, equipamentos eletrônicos, documentos e anotações relacionados às práticas ilícitas apuradas. Foi localizada também uma arma de fogo com numeração raspada com um dos investigados, que é agente público, gerando auto de prisão em flagrante.

Os nomes das pessoas investigadas não serão por ora revelados para não haver prejuízo à continuidade dos trabalhos. Em sequência, serão inquiridos testemunhas e investigados, além de analisados e confrontados os materiais apreendidos.

A operação foi denominada “Sinal Vermelho” em alusão figurada ao comando de parada indicado por referida sinalização de trânsito, na medida em que também é objetivo da investigação estancar a perpetuação de delitos e ilícitos administrativos nas atividades de formação e habilitação de condutores.

O GAECO é uma força-tarefa composta pelo Ministério Público de Santa Catarina, Polícia Civil, Polícia Militar, Polícia Rodoviária Federal, Fazenda Estadual e demais instituições parceiras.

Publicidade