Globo inicia negociações individuais de renovação com Flamengo e Corinthians

Publicidade

Rodrigo Mattos – UOL

Enquanto os outros grandes clubes pressionam por revisão de cotas de tv, Flamengo e Corinthians já decidiram realizar negociações individuais para renovar seus contratos com a Globo referentes aos direitos de transmissão do Brasileiro. As tratativas ainda estão no início. Mas o modelo mostra que nenhum dos times aceitará revisão das suas vantagens financeiras nos acordos.

Continua após a publicidade

Os novos contratos da Globo com os times pelo Nacional vão de 2016 a 2018. Representam um salto de R$ 110 milhões para R$ 170 milhões para as duas agremiações mais populares, o que tem gerado questionamentos dos outros. Agora, a emissora começou a procurar os clubes para tentar uma prorrogação que valeria para o ano de 2019 e 2020.

A Globo procurou a diretoria do Flamengo para manifestar a sua intenção de fazer uma proposta de renovação. Ainda não houve uma conversa sobre o assunto. Mas a cúpula do clube não vê a mínima chance de a negociação acontecer de forma coletiva e, quando for o caso, sentará à mesa individualmente.

No Corinthians, o presidente Roberto de Andrade já sentou com a emissora para conversar sobre um novo contrato. O dirigente gostou do que ouviu apesar de não ter sido representado um reajuste em relação ao atual compromisso. Houve a avaliação de que foram mostradas compensações ao clube. Assim como aconteceu com o Flamengo, dirigentes corintianos não veem razão para mudar o modelo individual do atual contrato.

A satisfação do Corinthians com a conversa com a Globo destoa do que se ouviu de outros grandes clubes nas conversas iniciais. Houve reclamações de que a emissora apresentou números baixos, sem reajuste, com a alegação de crise econômica.

Como mostrado pelo UOL Esporte, a emissora mudou a cúpula da Globo Esporte, seu braço para negociar com os clubes. Saiu o todo-poderoso Marcelo Campos Pinto substituído por um grupo liderado por Roberto Marinho Neto. Isso altera a forma de negociar da emissora em vários pontos.

Mas está claro que a intenção é manter o modelo de negociação individual. Corinthians e Flamengo estão satisfeitos, mas não os outros times.

Publicidade