Golpistas de São José e Palhoça que vendiam falsas criptomoedas na internet são presos

Publicidade

Na manhã desta quarta-feira (01), a Polícia Civil de Santa Catarina, através da Delegacia de Defraudações da Diretoria Estadual de Investigações Criminais (DEIC/PCSC), desencadeou a Operação “Nasda Coin” para reprimir o golpe da venda de criptomoedas falsas. Os mandados foram cumpridos em São José e Palhoça, na Grande Florianópolis.

Foram cumpridos seis mandados de busca e apreensão, na residência e escritório dos investigados, sendo apreendidos diversos documentos, computadores, notebook, telefones celulares e outros objetos que comprovam a prática do crime e mais dois veículos.

Continua após a publicidade

Foram registrados Boletins de Ocorrência (BOs) informando que os investigados anunciavam, inclusive em rede social de vídeo, a venda de criptoativos, que não existiam, fazendo comparação ao bitcoin, e após receber valores em espécie das vítimas, prometiam valorização acima de 100% em curto espaço de tempo, sendo que esta nunca era entregue, nem o valor inicial aplicado.

Participaram da operação 25 policiais civis da DEIC/PCSC.

Publicidade