Governador eleito de Santa Catarina anuncia nomes de quatro secretários

Publicidade

G1 

O governador eleito de Santa Catarina Carlos Moisés (PSL) anunciou nesta segunda-feira (3) o nome de quatro secretários do novo governo, que inicia em janeiro de 2019.

Continua após a publicidade
  • Secretario da Fazenda: Paulo Eli (secretário atual reconduzido ao cargo);
  • Secretaria de Estado da Administração Prisional e Socioeducativo: Leandro Lima (secretário atual reconduzido ao cargo);
  • Secretário de Saúde: Helton de Souza Zeferino, médico e atual comandante do 1° Batalhão dos Bombeiros em Florianópolis;
  • Secretário de Administração: tenente-coronel Jorge Eduardo Tasca, atual chefe do Centro de Inovação da PMSC.

Moisés manteve dois nomes do atual governo nas pastas da Fazenda e da Justiça e Cidadania. Esta última foi renomeada para Secretaria de Estado da Administração Prisional e Socioeducativo, por não englobar mais alguns órgãos, como o Procon, mas segue na gestão de presídios, penitenciárias e Cases (Centros de Atendimento Socioeducativo).

Os outros dois secretários anunciados são militares. Eles vão assumir as pastas da Saúde e de Administração.

No dia 23 de novembro, Moisés anunciou o nome de Paulo Koerich para o cargo de delegado-geral da Polícia Civil.

O governador eleito anunciou ainda 10 secretarias setoriais: Fazenda, Administração, Desenvolvimento Econômico Sustentável, Administração Prisional e Socioeducativa, Educação, Agricultura e Pesca, Saúde, Segurança Pública, Infraestrutura e Mobilidade, e Desenvolvimento Social.

Enxugamentos

O coordenador da transição, Luiz Felipe Ferreira, reforçou que as Agências de Desenvolvimento Regionais (ADRs) serão extintas, mas que esse processo deve durar de quatro a seis meses em 2019.

Ele também informou que serão “pontualmente levantados” quantos cargos serão cortados de cada secretaria, com previsão de redução de postos ainda no primeiro quadrimestre. O número exato e pastas ainda serão estudados.

Publicidade