Governo de Santa Catarina arrecada R$ 7 milhões com leilão de bens móveis inservíveis

Publicidade

O último leilão público de bens móveis realizado pela Secretaria da Administração vendeu de forma on-line 391 lotes de veículos, sucatas de veículos, maquinários e mobiliários que não tinham mais serventia ao Estado. Foram arrecados R$ 7 milhões, de acordo levantamento da diretoria de Gestão Patrimonial.

“Contabilizando todas as vendas, chegamos a este valor. Porém, isso não significa o valor total que será arrecadado pelo Estado, já que há pagamentos que ainda precisam ser efetivados pelos compradores”, explica o diretor de Gestão Patrimonial, Welliton Saulo da Costa.

Continua após a publicidade

A comercialização dos bens que não estão em uso pelo Estado faz parte das ações de transparência e de tornar mais ágil a gestão pública catarinense, ações defendidas pelo governador Carlos Moisés. “Este foi o maior leilão de bens móveis já realizado no Estado. Tudo de forma on-line, o que amplia a possibilidade de participantes e contribui para os resultados positivos”, explica o secretário de Estado da Administração, Jorge Eduardo Tasca. A expectativa inicial da equipe da SEA era de arrecadar pouco mais R$ 5 milhões.

“Além de evitarmos a depreciação e desvalorização dos bens, os recursos arrecadados nos leilões também são revertidos em melhorias para o próprio estado”, conclui o secretário Tasca.

Publicidade