Governo do Estado abre licitação para contratar plano ambiental do novo presídio de Biguaçu

Publicidade

A Secretaria de Estado da Administração Prisional e Socioeducativa publicou edital – na modalidade Tomada de Preço – para contratação de empresa para implantação do “Plano Básico Ambiental de Biguaçu”, que é o projeto ambiental para construção do novo presídio de Biguaçu e da “Vila de Segurança“, a ser edificada na rua Bertoldo Simão de Oliveira, no bairro Universitário.

Os envelopes com a documentação e a proposta das empresas interessadas serão abertos no próximo dia 1º de agosto, às 15h, na sede da Secretaria. Vencerá o certame aquela que tiver todos os documentos habilitados e apresentar o menor preço. O prazo para execução do projeto será de 1.080 dias, a contar do recebimento da ordem de serviço. O valor global máximo admitido para a licitação é de R$ 386,9 mil.

Continua após a publicidade

Esta licitação ainda não é para construção da obra. Trata dos programas ambientais. Os engenheiros e os técnicos da empresa que ganhar o edital deverão elaborar todos os estudos para obtenção da Licença Ambiental de Operação, junto ao Instituto de Meio Ambiente de Santa Catarina (IMA).

Entre os programas a serem observados estão: controle de processos erosivos; gerenciamento dos resíduos da construção civil; controle da qualidade da água do rio a montante e jusante do local a ser feita a Vila de Segurança; manutenção da área verde; reposição e compensação vegetal; controle de efluentes líquidos e de resíduos sólidos; controle de poluentes atmosféricos; controle da erosão e manutenção do canal retificado (o curso do rio será alterado); entre outros.

Arte ilustrando como ficará a “Vila de Segurança” (Imagem: Arquivo/Biguá News)

A Vila de Segurança

O complexo a ser construído pelo Governo do Estado previa, no seu projeto original, investimento total de R$ 24 milhões. O terreno de 96 mil metros quadrados onde será a edificação já foi repassado pelo município ao Estado. A licença ambiental para alteração do curso do rio já foi emitida pelo IMA.

A estrutura terá quartéis da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros, Delegacia de Polícia Civil, Instituto Geral de Perícia (IGP), Departamento Estadual de Trânsito (Detran) e uma unidade prisional com capacidade para abrigar 412 reeducandos. O presídio ficará envolto às forças policiais e as vagas serão administradas pelo sistema prisional de Santa Catarina.

Veja o edital na íntegra, em PDF (tamanho do arquivo: 6 MB)

Publicidade