Governo do Estado e Prefeitura de Florianópolis anunciam R$ 345 milhões em obras estruturantes

Publicidade

Às vésperas de completar 345 anos, Florianópolis recebe um pacote de obras e projetos com investimentos de R$ 345 milhões. O anúncio foi feito pelo governador Eduardo Pinho Moreira e pelo prefeito da Capital, Gean Loureiro – ambos do MDB – , em entrevista coletiva à imprensa, nesta quinta-feira (22), na sede da prefeitura. Os recursos serão aplicados em obras estruturantes e estratégicas, que contemplam pavimentação de ruas, revitalização e duplicação de rodovias, construção de escolas, reformas nas pontes Pedro Ivo Campos e Colombo Salles, centros de saúde, além da área de proteção animal.

“São obras emergenciais que vão impactar muito em mobilidade, segurança e qualidade de vida. Nossa Capital merece atenção e este presente de aniversário. Comecei a administrar o Estado há pouco mais de um mês com muita energia e vontade, assim como o prefeito Gean vem fazendo. Quando um governante se dedica e transmite essa vontade, as coisas acontecem. Priorizamos algumas ações que estão se multiplicando, principalmente na Saúde e na Segurança Pública. E este ritmo de trabalho não para mais”, pontuou o governador.

Continua após a publicidade
Fotos: James Tavares / Secom

Moreira informou que os recursos para Florianópolis serão financiados pelo BNDES. São principalmente obras que já estão licitadas pelo próprio Governo do Estado, como por exemplo, as pontes, a SC- 401 e o acesso ao aeroporto. “Dentro de poucas semanas os recursos devem estar liberados e entregaremos as ordens de serviço”, informou o governador.

Para o prefeito Gean Loureiro, com o trabalho integrado com o Governo do Estado, a expectativa é de ampliação da capacidade de produzir melhorias para a cidade. “Estreitamos os laços com o Governo, retomamos projetos essenciais e fomos em busca dos recursos. Agora é a hora de tirar do papel essas obras e ações aguardadas há muito tempo pela comunidade”.

PACOTE DE OBRAS

Pavimentação

Quanto às obras de infraestrutura, o Governo do Estado retomou o convênio com a prefeitura, com o repasse de R$ 12 milhões. Os recursos vão permitir a pavimentação de 41 ruas.

Também será feita a pavimentação de mais 20 ruas. Nove ruas na Tapera, cinco no Centro, uma em Jurerê, Jurerê Tradicional, Cachoeira do Bom Jesus, Morro das Pedras, além da rua João Meirelles, no Abraão, a Servidão João Tomaz de Oliveira, no Rio Vermelho e a Rodovia Virgílio Várzea, no bairro Saco Grande, totalizando mais de R$ 8,5 milhões.

Ainda para este primeiro semestre está prevista a revitalização da SC-401, uma importante rodovia da cidade. O valor estimado é de R$ 45 milhões.

Já a conclusão do último trecho de 2,6 quilômetros da via de acesso ao aeroporto e ao Sul da Ilha, no valor de R$ 108 milhões, está prevista para julho de 2019.

Também está prevista a revitalização da Avenida Governador Ivo Silveira, no bairro Capoeiras, no valor de R$ 5 milhões.

Além da duplicação da Rodovia Admar Gonzaga, do cemitério do Itacorubi até o início do Morro da Lagoa, ao custo de R$ 45 milhões, e da duplicação da Rodovia SC-405 entre o Rio Tavares e o Campeche, orçada em R$ 12 milhões.

Ponte

Dentro do pacote anunciado, estão as obras de reforma das pontes Colombo Salles e Pedro Ivo Campos, que ligam a Ilha ao Continente. Com o custo de R$ 58 milhões, as obras devem começar ainda neste primeiro semestre.

Iluminação

Também serão feitas melhorias na iluminação pública das rodovias SC-402, SC-405 e SC-406, na Tapera e no Ribeirão da Ilha, com investimento em torno de R$ 3,4 milhões.

Praças

No pacote, também estão previstas as construções e reformas das praças do Carianos, Serrinha, Monte Serrat, Tapera, Ingleses e Renato Ramos da Silva, no Estreito. Os recursos devem ultrapassar R$ 4 milhões.

Educação

O investimento na área de educação será de mais de R$ 35 milhões em construções das escolas dos Ingleses e do Rio Vermelho e nas reformas das escolas Intendente José Fernandes, no Ingleses, Jacó Anderle, na Vargem Grande, e de Muquém/Antônio Paschoal Apóstolo, no Rio Vermelho.

Saúde

Ainda no primeiro semestre, será feita a reforma e ampliação dos centros de saúde da Tapera, Lagoa da Conceição, Canto da Lagoa e Abraão, bem como entregue a unidade do Pantanal.

Já para o segundo semestre, estão previstas a construção dos centros de saúde do Alto Ribeirão, Costeira e Capivari nos Ingleses. Para essas melhorias serão investidos cerca de R$ 6,4 milhões.

Estão em fase de análise e aprovação de projetos as reformas das UPAs Sul e Norte e das policlínicas do Sul e do Norte, além da reforma e da ampliação do centro de saúde dos Ingleses, e a entrega da farmácia de referência.

Proteção animal

Para garantir conforto e qualidade aos animais, o poder público irá reformar, pela primeira vez, a Diretoria do Bem-estar Animal (DIBEA) e o Centro de Controle de Zoonoses, localizados ao lado do Cemitério do Itacorubi, na SC-401. O local passará a se chamar Centro de Atendimento à Saúde do Animal (CASA). O valor estimado da obra é de R$ 3,4 milhões.

Assistência Social

Na área da assistência social, os poderes municipal e estadual irão trabalhar em conjunto no Projeto de Intervenção Social no Norte da Ilha, que faz parte do Programa Floripa Social, com o custo estimado em R$ 910 mil reais ao ano. A principal atividade será a ampliação dos serviços de convivência e fortalecimento de vínculos para aquela região da cidade, explorando ações de desenvolvimento comunitário, pessoal, social e esportivo às comunidades.

Os trabalhos vão atender diretamente 80 jovens de 13 a 17 anos. No Centro de Referência de Assistência Social (Cras) de Canasvieiras serão 40 participantes; de Ingleses, 20. Já na Academia da Polícia Civil (Acadepol), serão 20 participantes com início das atividades em abril e mais 20 previstos para o segundo semestre de 2018.

O projeto também permitirá o atendimento de mais 50 crianças e adolescentes no Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos no espaço que será construído nos Ingleses, atualmente em fase de projeto. Será também reformado o Serviço de Convivência da Vila União, atualmente desativado. Quando for reaberto, poderá atender 40 crianças e adolescentes. Total de investimento de R$ 660 mil.

Publicidade