Governo propõe elevar limite de isenção do Imposto de Renda para R$ 2,5 mil

Publicidade

O governo está propondo elevar o limite de isenção para o pagamento de imposto de renda da pessoa física (IRPF) de R$ 1.800,00 para R$ 2.500,00, disse o ministro da Economia, Paulo Guedes, após entregar ao presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), nova etapa de proposta de reforma tributária do governo.

Segundo o ministro, a medida vai permitir que mais 8 milhões de brasileiros fiquem isentos do pagamento do IRPF. Guedes afirmou que o presidente Jair Bolsonaro defendia que o limite fosse para R$ 3 mil, mas a avaliação é que não haveria espaço fiscal para se chegar a esse valor. “Não há o menor risco de desequilibrarmos as finanças”, afirmou.

Continua após a publicidade

Sem detalhar, Guedes afirmou que o governo também está propondo uma elevação dos impostos sobre rendimentos de capital. No escopo desse projeto está a cobrança de 20% sobre dividendos das empresas distribuídas aos acionistas, com isenção de R$ 240 mil anual.

Publicidade