Grêmio vence o Fla com gols de dois reservas

Publicidade

Vicente Fonseca – Gazeta Esportiva

Se ainda restava dúvida sobre a estrela do técnico Roger Machado, ela se desfez neste domingo. Dois substitutos colocados pelo treinador gremista no segundo tempo decidiram uma importante vitória sobre o Flamengo, na Arena, em Porto Alegre. Os 2 a 0, com gols de Everton e Bobô, encaminham de vez a vaga do Grêmio para a Libertadores, em tarde que ficou marcada também pela expulsão do centroavante peruano Paolo Guerrero.

Continua após a publicidade

Quem viu o primeiro tempo não imaginaria que o Flamengo sofre crise técnica e de vestiário. Extremamente organizado, o time visitante manteve o Grêmio longe de sua área e controlou a etapa inicial. No segundo tempo, porém, tudo foi diferente: o time gaúcho marcou seu gol cedo e passou a dominar o jogo. A tarefa ficou facilitada pela expulsão de Paolo Guerrero, aos 14, após cometer falta em Moisés e reclamar com a arbitragem. Daí em diante, o Tricolor perdeu diversas chances para ampliar, mas só conseguiu a tranquilidade aos 39, com o centroavante Bobô.

Com a vitória, o Grêmio sobe a 59 pontos, fica a três do vice-líder Atlético-MG e mantém seis de vantagem para a saída do G4. O Flamengo, com mais uma derrota, cai para o 11º lugar, com 44. O Tricolor agora tem um duelo complicado contra o Sport, no próximo domingo, em Recife. O time carioca receberá o Goiás, no mesmo dia, no Maracanã.

O jogo – O ritmo normalmente intenso aplicado pelo Grêmio dentro de casa foi bem controlado pelo Flamengo durante todo o primeiro tempo. O jogo já começou com lance polêmico: aos quatro minutos, Pedro Rocha foi tocado por César Martins dentro da área, mas o árbitro não deu pênalti. O lance assustou a equipe carioca, que manteve os gaúchos longe de sua área nos minutos seguintes. A primeira boa chance da partida, inclusive, foi rubro-negra: aos 20, Gabriel recebeu de Jorge na área e deu de bico, para fora, com perigo.

O duelo seguiu sem lances de perigo, até que, aos 37, o Fla quase fez um golaço: Guerrero recebeu de Ayrton pela direita e cruzou baixo para Canteros, que tentou de letra. A bola saiu levando imenso perigo. O Grêmio só chegou perto do gol nos minutos finais: aos 43, Galhardo recebeu ótimo passe de Pedro Rocha, mas teve o arremate cruzado brecado por César Martins. Aos 47, Luan se infiltrou à base de dribles e bateu forte da entrada da área. Paulo Victor pegou em dois tempos.

O Grêmio voltou do intervalo com Everton no lugar de Pedro Rocha. E a substituição de Roger Machado foi iluminada: logo aos seis minutos, o garoto abriu o placar após rápido contra-ataque. Douglas lançou Luan, que driblou Paulo Victor e, com extrema calma, tocou para Everton finalizar na pequena área.

O gol mudou completamente o panorama do jogo, que passou a ser todo do Grêmio. Aos 11, Everton investiu contra a zaga em velocidade, chegou à linha de fundo e cruzou rasteiro, mas Luan não conseguiu completar. No minuto seguinte, Galhardo recebeu de Giuliano na área e soltou a bomba, espalmada por Paulo Victor. Para piorar a situação do Flamengo, Guerrero foi expulso aos 14, após fazer falta em Moisés e reclamar com a arbitragem.

Mesmo em desvantagem numérica, Oswaldo de Oliveira tentou o empate: sacou o volante Luiz Antônio e colocou em campo o meia Thiago Santos, mas o Grêmio seguia melhor: aos 23, Marcelo Oliveira invadiu a área a dribles e tocou para Luan, que fintou Paulo Victor e chutou para Wallace tirar em cima da linha. Aos 26, Galhardo surpreendeu o goleiro ao chutar direto em vez de cruzar e quase fez o segundo. Aos 28, Douglas bateu escanteio fechado, Luan dominou na pequena área e bateu para grande defesa com o pé de Paulo Victor.

Aos 31, Douglas apareceu na área para matar no peito um lançamento de Giuliano, mas escorregou na hora de definir. Sempre pela direita, o Grêmio quase ampliou aos 33, com Galhardo, que recebeu de Giuliano e chutou na zaga. Aos 36, Luan invadiu a área e tocou para Bobô, mas César Martins interceptou o passe na hora certa. Na cobrança do escanteio, Galhardo pôs na cabeça de Marcelo Oliveira, que tocou por cima com grande perigo.

Na jogada seguinte, Paulo Victor salvou um chute de Bobô que desviou em Wallace e quase entrou. Aos 39, enfim a tranquilidade gremista: Marcelo Oliveira lançou Bobô na cara do gol, e o centroavante tocou com categoria, encobrindo na saída de Paulo Victor: 2 a 0. Aos 42, Everton invadiu a área em velocidade e chutou na trave.

Publicidade