Homem morre ao ser atingido por raio à margem da BR-101 neste domingo

Publicidade
Chicão estava indo trabalhar (Foto: Arquivo da família)
Chicão estava indo trabalhar (Foto: Arquivo da família)

Paulo César Nunes, o “Chicão”, morador do bairro Areias de Cima, morreu, neste domingo, por volta das 19h30, após ser atingido por um raio, quando caminhava na lateral da BR-101, na altura do km 178 – perto do viaduto de acesso a Governador Celso Ramos.

A esposa de Chicão, Noeli  da Silva, disse nesta segunda-feira de manhã, ao Biguá News, que seu marido era vigilante noturno em uma empresa e estava se deslocando para o trabalho quando ocorreu o infortúnio.

Continua após a publicidade

“Recebi a notícia por volta da meia-noite. Meu cunhado foi fazer o reconhecimento do corpo para a liberação do IML”, informou.

Conforme a Polícia Rodoviária Federal (PRF), ontem à noite caiu um temporal na região. Motoristas que transitavam pelo trecho viram o clarão da descarga elétrica. Um deles avistou o homem caído e acionou a polícia. O serviço de atendimento médico da Auto Pista Litoral Sul – concessionária que administra a rodovia – foi ao local, mas o homem já estava sem os sinais vitais.

O Instituto Geral de Perícias (IGP) recolheu o corpo e enviou para o Instituto Médico Legal (IML). Noeli informou que o velório ocorrerá a partir da tarde de hoje, na residência da família, que fica em frente a uma casa agropecuária, no bairro Areias de Cima.

O horário do sepultamento foi marcado para as 17h, no cemitério de São Miguel. Antes, às 16h, haverá celebração na igreja de Areias de Cima. Chicão deixa esposa e três filhos.

Atualizada às 09h30 / 10h15

Publicidade