Hospital Regional de Biguaçu já fez quase 5 mil procedimentos ambulatoriais

Publicidade

O Hospital Regional de Biguaçu realizou 4.960 procedimentos ambulatoriais desde o começo de setembro, quando a unidade foi inaugurada pelo prefeito Ramon Wollinger e o governador Raimundo Colombo – ambos do PSD -, até o dia 31 de janeiro.  A média é de cerca de mil atendimentos por mês. Outros 1.229 pacientes que estavam agendados não compareceram. (Veja o extrato por especialidades, na imagem abaixo)

Os números foram explanados ao gestor municipal e a vereadores, nesta terça-feira à tarde, pelo diretor daquela unidade hospitalar, Cláudio Marmentini.  Ele comentou, com a reportagem do Biguá News, que além dos atendimentos no ambulatório também já iniciaram os procedimentos cirúrgicos de baixa complexidade. A etapa de cirurgias estava prevista apenas para quando o Governo do Estado fizesse o aporte para isso, mas com gestão do dinheiro repassado mensalmente pelo Ministério da Saúde, já é possível realizá-las.

Continua após a publicidade

“A segunda etapa será a parte de pronto socorro e cirurgias. Mas com os recursos dessa primeira etapa nós começamos já as cirurgias, até para criar o fluxo e a rotina de trabalho. A partir do momento que tiver essa questão com o Governo do Estado resolvida, a gente abre o pronto socorro e as cirurgias eletivas no total, além das internações clínicas e as internações cirúrgicas”, disse.

Ramon: 'Números positivos no hospital'
Ramon: ‘Números positivos no hospital’

O prefeito mencionou que o encontro de hoje foi importante para que os vereadores ficassem inteirados sobre o atual funcionamento do hospital e também sobre os próximos passos da gestão, para a ampliação do atendimento.

“Estamos aguardando o novo superintendente de hospitais públicos de Santa Catarina assumir o cargo, para finalizar o plano operativo que o governo vai celebrar com a prefeitura, para daí repassar os outros 50% que o Governo do Estado se comprometeu. Mas, mesmo com apenas o repasse da União, já estamos conseguindo realizar cirurgias, mostrando competência, zelo e organização por parte da São Camilo [gestora do hospital]”, falou Wollinger.

Também participaram da reunião o presidente da Câmara, Vilson Norberto Alves, o secretário de Saúde de Biguaçu, Ângelo  Ramos Vieira, e os vereadores Ednei Coelho, Douglas Borba, Salete  Cardoso, Magali Eliane Pereira Prazeres, Adaílton Amaro Lino, André Clementino da Silva,  Maria Bernadete Salazar e Manoel Airton Pereira.

atendimentos_hrb

Ramon ressaltou a importância de que os pacientes com atendimentos agendados não faltem, pois a pessoa acaba retirando o atendimento de outro enfermo.

Publicidade