Justiça de SC manda 15 investigados por tráfico de drogas de volta à prisão

Publicidade

A Polícia Civil de Santa Catarina deflagrou a Operação Fim da Linha II e deu cumprimento a 15 de 18 mandados de prisão preventiva obtidos pelo Ministério Público de Santa Catarina em segundo grau, em recurso impetrado contra decisão que colocou em liberdade os presos na Operação Fim da Linha. A operação foi realizada neste sábado (24) pelas Delegacias de Imaruí e Imbituba, com o auxílio da Divisão de Investigação Criminal de Laguna, da Delegacia de Pescaria Brava e da Polícia Militar.

Durante a Operação Fim da Linha, em abril de 2018, foram presos 19 investigados, além de um adolescente, na ocasião também foram cumpridos 13 mandados de busca e apreensão. No decorrer do processo criminal, uma decisão da Comarca de Imbituba revogou as prisões de 18 investigados que ainda estavam presos. Os réus foram beneficiados por liberdade provisória no dia 15 de novembro mediante o cumprimento de medidas cautelares diversas da prisão (por exemplo o uso de tornozeleira eletrônica).

Continua após a publicidade

Diante de tal situação, o Promotor de Justiça Victor Abras Siqueira interpôs recurso contra a libertação dos presos e, além disso, protocolou perante o Tribunal de Justiça de Santa Catarina pedido de efeito suspensivo. Na sexta-feira (23/11), o Poder Judiciário acatou o pedido liminar, revogou a decisão proferida em primeiro grau e determinou nova prisão de todos os investigados.

Imediatamente após a decisão, a Polícia Civil, que já vinha monitorando os criminosos, montou uma força tarefa e deflagrou a Operação Fim de Linha II. A ação contou com cerca de 40 policiais Civis e Militares que atuaram nas cidades de Imaruí e Imbituba.

Relembre o caso

Em 19 de abril de 2018 a Polícia Civil do Estado de Santa Catarina com o auxílio da Polícia Militar deflagrou a Operação Fim de Linha. No total foram 17 prisões preventivas, duas em flagrante, um adolescente foi apreendido e encaminhado para internação provisória, além de 13 mandados de busca e apreensão.

A operação foi para desmantelar uma organização criminosa especializada na prática do crime de tráfico de drogas, com atuação predominante nas cidades de Imaruí, Imbituba e Garopaba. Os alvos estão sendo investigados pelos delitos de formação de organização criminosa, tráfico de drogas, associação para o tráfico, porte ilegal de arma de fogo, corrupção de menores, entre outros.

A Operação Fim da Linha foi um desdobramento da denominada “Operação Conexão Imaruí”, deflagrada em 28 de fevereiro passado, e que culminou na prisão de dois integrantes de uma organização criminosa, que agia nas cidades de Imbituba, Garopaba e Imaruí.

As investigações tiveram seu início a partir de uma prisão em flagrante ocorrida em 3 de fevereiro de 2018 pela Polícia Militar de Imbituba, na qual dois elementos da cidade de Imaruí foram flagrados trazendo pra Imbituba um carregamento de drogas.

Desde então, a Polícia Civil de Imaruí e de Imbituba, de forma conjunta e coordenada, realizaram diversas diligências investigativas, as quais culminaram com a identificação dos integrantes do grupo criminoso e com a reunião de vários elementos de prova acerca das infrações penais investigadas.

Publicidade